2015/09/21

França insiste que Google tem que remover resultados a nível mundial


França recusou o recurso do Google quanto a remover os resultados "esquecidos" apenas nos países Europeus, e o Google será agora obrigado a tomar uma decisão quanto a esta exigência de um país em afectar os resultados no resto do mundo.

O "direito a ser esquecido" foi uma imposição europeia para que motores de busca como o Google removessem resultados que algumas pessoas considerem ser prejudiciais e sem interesse público. Mas países como a França exigiram que essa remoção não seja feita a nível Europeu mas sim a nível mundial. O Google recorreu, mas agora os Tribunais Franceses voltam a decidir contra ele, deixando-o sem possibilidade de novo recurso em França.

França diz que não se trata de impor leis francesas no resto do mundo, mas simplesmente de exigir que uma empresa que opera em França cumpra com as leis do país - mas do seu lado, o Google diz, de forma politicamente correcta, que discorda completamente que uma comissão de um qualquer país possa interferir com a informação que é apresentada no resto do mundo.

Será mesmo que se deve abrir o precedente de que as leis de uns países ditem o que o resto do mundo possa ver ou não? Se assim for, imaginem se a China também exige que as suas leis de censura sejam aplicadas no resto do mundo, para não falar da Coreia do Norte, ou de um qualquer outro país sob ditadura ou regime ultra-radical?...


Actualização (24/09/2019): O TJUE diz que a Google não tem que eliminar resultados fora da Europa.

1 comentário:

  1. Não entendo, existem tantos motores de pesquisa, porque é que é reclamam sempre com o Google?!?

    ResponderEliminar

[pub]