2019/02/21

Galaxy S10 5G só chega em Junho - mas Portugal não está na lista


A Samsung já revelou a sua família S10 e o Galaxy Fold, mas quem estiver com vontade de ser um dos primeiros a tirar partido das redes 5G, terá que esperar mais alguns meses, pois o Galaxy S10 5G só deverá chegar lá para Junho.

Com preços que vão dos 929 aos 1639 euros (se excluirmos o S10e de 779 euros), não haverá contestação de que os preços dos Galaxy S10 não são propriamente acessíveis. Mas o modelo 5G deverá aumentar ainda mais o preço face a estes modelos, vindo com suporte para as frequências de 28GHz e 39GHz (millimeter wave) e sub-6GHz (5G). Para acomodar todas as antenas, este modelo será ainda maior que o Galaxy S10+, passando o ecrã de 6.4" para 6.7", e crescendo para os 77.1 x 162.6 x 7.94 mm (mais 3mm, 5mm, e 0.14 mm respectivamente). A bateria também aumenta para os 4500mAh, o que seguramente será necessário para aguentar as velocidades acrescidas - já que nesta primeira geração, estes smartphones precisam manter-se ligados simultaneamente a redes 4G e 5G usando chips independentes.

Não estando relacionado com o 5G, este modelo contará ainda com uma câmara adicional 3D Time of Flight na traseira para além do trio de câmaras dos S10 normais; enquanto na frente teremos também visão 3D mas usando câmaras convencionais. Contrariando os rumores de que viria com 12GB+1TB, a Samsung apostou numa combinação mais convencional de 8GB+256GB, que também ajudará a manter o seu preço (ainda não revelado) em patamares mais aceitáveis. Se tivesse que adivinhar, apontaria para um patamar situado entre o S10+ de 512GB (1279 euros) e o de 1TB (1639 euros).


A grande questão será saber que partido efectivo se poderá tirar do 5G nesta altura, especialmente quando os S10 "normais" já vêm com capacidade para velocidades de até 2Gbps usando 4G/LTE - velocidades que, como bem sabemos, são praticamente impossíveis de atingir em circunstâncias reais. Para além disso, a Samsung referiu apenas seis países europeus e oito operadores para este modelo 5G:
  • Deutsche Telekom (Alemanha)
  • EE (Reino Unido)
  • Vodafone (Reino Unido)
  • Orange (França)
  • Sunrise (Suiça)
  • Swisscom (Suiça)
  • TIM (Itália)
  • Telefonica (Espanha)

Lista onde se nota a ausência de Portugal e qualquer um dos nossos operadores; embora seja possível que a lista seja revista durante o MWC em Barcelona, que está prestes a começar.

... De qualquer forma, ao estilo do que aconteceu com as anteriores transições para o 3G e para o 4G, não me pareça que se perca nada, se se optar por esperar mais um pouco, e apenas adoptar modelos 5G quando isso não representar um custo acrescido, e já usufruírem de chips 5G de 2ª ou 3ª geração, como o Snapdragon X55, já prometido pela Qualcomm ainda para este ano.

1 comentário:

  1. Até ao momento, Portugal ainda não tem cobertura suficiente do "4G+" e nem todos os equipamentos utilizam essa Tecnologia.

    ResponderEliminar

[pub]