2019/04/07

Huawei Mate 9 recebe Android 9 Pie + EMUI 9


As actualizações nos smartphones Android são um ponto muito descurado pelas marcas, mas de vez em quando ainda vamos tendo algumas surpresas a nível do suporte para modelos mais antigos, como agora acontece com o Mate 9 da Huawei.

O Huawei Mate 9 foi apresentado em Novembro de 2016 num evento que teve lugar em Munique. Este smartphone teve a particularidade de ser apresentado a correr Android 7 Nougat, versão que tinha sido lançada poucos meses antes, pela Google. Em Dezembro de 2017 a Huawei disponibilizou a actualização para o Android 8 Oreo + EMUI 8, prestação que representava um claro sinal de melhoria da Huawei no campo das actualizações do Android. Este foi de resto um compromisso assumido por Chenglu Wang, Presidente da área de Software Engineering da Huawei, que se mostrou empenhado em disponibilizar mais actualizações e de forma mais rápida.

Face a este novo posicionamento da marca chinesa, esperava-se que o Mate 10 Pro recebesse a actualização para Android 9 Pie antes do final de 2018, mas tal não veio a acontecer, com os utilizadores Europeus a terem de esperar pelo início de 2019.



Já se sabia que o Mate 9 era um dos smartphones eleitos para receber este meio update e, tendo em conta que se trata de um equipamento com dois anos de mercado, aceita-se o facto de os utilizadores terem de esperar mais algum tempo pela disponibilização de uma nova versão do Android.



Esta espera acabou por ser relativamente curta, pois passados três meses já temos o Mate 9 a receber a mais recente versão do Android, sobre a qual corre a EMUI, agora na versão 9.



O Mate 9 passa assim a contar com novas opções, onde não faltam as funcionalidades da EMUI 9, como é o caso da Digital balance. Pela negativa, o facto de mais uma vez a Huawei optar por não integrar a interface escura no Mate 9, algo que já tinha acontecido na actualização anterior. Sendo certo que não temos um ecrã AMOLED no Mate 9, é uma funcionalidade que ainda assim seria apreciada por muitos utilizadores pelo seu aspecto visual.

Analisando esta prestação da Huawei, podemos considerar que está aquém daquilo que se pode e deve exigir ao um player que quer ser o número um do mercado mobile. Seis meses para actualizar os seus topo de gama está longe de ser um desempenho de excelência, mas se pensarmos que um smartphone com dois anos de mercado "só" teve de esperar mais três meses pelo update, a situação acaba por se inverter. Por outro lado, se tivermos em conta que daqui a cerca de quatro meses, a Google irá lançar uma nova versão do Android, somos novamente relembrados do quanto ainda falta fazer a nível das actualizações nesta plataforma.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]