2019/07/02

Notícias do dia

Editores de jogos recomendam pirataria em vez de comprar na G2A; iFixit lança capas "transparentes" para iPhones; Samsung pode estar a preparar Galaxy Note 10 com câmara na S Pen; Google quer criar standard para o robots.txt na net; browser Brave acelera desempenho do ad-blocker e contraria Google; e ainda o surpreendente relato do novo alcaide de Madrid suspender a zona de baixas emissões poluentes e promover a poluição e congestionamento na capital espanhola.

Antes de passarmos às notícias do dia não te esqueças de votar no livro FCA que teremos para oferecer esta semana, e relembro que, sendo início do mês, é também a altura ideal para aderires ao Clube AadM+.

Mate 30 Pro recorre a bloco de câmaras circular



Contrariando os rivais Apple e Google, para a nova geração Mate 30 Pro a Huawei vai optar por um bloco multi-câmara traseiro de formato circular. Um detalhe que se torna mais curioso quando se sabe que o anterior Mate 20 Pro também usou um bloco quadrado, que agora está a ser replicado tanto pela Apple para os seus novos iPhones, como pela Google para o seu próximo Pixel.


Refira-se que, em ambos os casos, os arranjos para o posicionamento das câmaras parece ser bastante menos feliz que o que a Huawei usou no Mate 20 Pro. Mas, teremos que esperar até ao lançamento destes três modelos que serão os mais aguardados para esta metade final de 2019 para tirarmos todas as dúvidas.


CEO da Samsung confessa "embaraço" pelo lançamento falhado do Galaxy Fold



DJ Kho, co-CEO da Samsung, admitiu publicamente o embaraço causado pelo lançamento falhado do Galaxy Fold, cancelado à última hora depois de terem sido detectadas falhas básicas. A Samsung continua sem avançar uma data concreta para o relançamento do Galaxy Fold, dizendo apenas que acredita já ter resolvido o problema e está neste momento a testar milhares de unidades em condições reais para garantir que o caso não se volta a repetir.

Embora não tivesse feito referência concreta, imagina-se que a Samsung terá acelerado o lançamento para se antecipar ao Mate X dobrável da Huawei, que entretanto também teve o lançamento adiado "por precaução" para Setembro. De adiamento em adiamento, o ano de 2019 vai ficar conhecido como sendo o da falsa partida dos smartphones com ecrãs dobráveis.


Mercadona abre 1º loja em Portugal



Já abriu a primeira loja Mercadona em Portugal - em Canidelo, Gaia. A cadeia espanhola prepara um forte investimento no nosso país, focando-se na sustentabilidade e conforto do cliente, com corredores largos e a mais recente tecnologia (os carrinhos não levam moedas, mas ficam bloqueados se os tentarem levar para fora das áreas autorizadas), e uma política de transparência total a nível dos fornecedores (sem "marcas brancas") e preços, com a promessa de "Sempre Preços Baixos" sem recurso a promoções (que, como bem sabemos, nem sempre são o que parecem).


A loja Mercadona de Canidelo não ficará só durante muito tempo. Até ao final do ano vão abrir mais nove lojas, com dez novas lojas a juntarem-se a elas no próximo ano. O primeiro passo para o objectivo de atingirem as 150 lojas nos próximos anos.


OnePlus lança campanha de retomas para o OnePlus 7 Pro



A OnePlus lançou uma campanha de retoma para a aquisição do OnePlus 7 Pro que o pode fazer baixar para os 499 euros. Dentro dos modelos da OnePlus, os preços vão dos 60 euros por um OnePlus 2 até aos 210 euros por um OnePlus 6T; enquanto que um iPhone XS de 64GB em bom estado pode chegar aos 710 euros - ou seja, mais que o valor base de um OnePlus 7 Pro (€699).

Como sempre, este tipo de retomas tem que ser muito bem equacionado, pois é provável que se consiga fazer melhor negócio a vender o smartphone directamente. Seria mais vantajoso se se limitassem a baixar o preço na Europa tal como fizeram no Canadá.


Google Pixel C perde direito às actualizações



Bem a propósito do afastamento da Google dos tablets, eis que o seu último tablet Android - o Pixel C - parece ter chegado finalmente ao final de vida e perdido o direito a mais actualizações. Embora o Pixel C tenha sido lançado no final de 2015 a Google nunca fez referência a datas oficiais para o suporte a nível de actualizações.

Dito isto, a data coincide exactamente com a "promessa" da Google de disponibilizar actualizações de segurança durante um mínimo de 18 meses após o fim das vendas na Google Store. No caso do Pixel C, o tablet deixou de ser vendido em Dezembro de 2017, o que significa que os seus 18 meses de actualizações garantidas chegaram ao fim.


Curtas do dia


Resumo da madrugada

1 comentário:

  1. E quer a Google que os outros fabricantes atualizem o Android dos equipamentos já vendidos!

    ResponderEliminar

[pub]