2019/10/02

Huawei Mate 30 perde instalador de apps da Google e SafetyNet


A situação do Huawei Mate 30 e das apps da Google está a tornar-se numa verdadeira telenovela, agora com o desaparecimento do instalador não oficial das apps Google, e também a perda da certificação SafetyNet.

O lançamento do Mate 30 sem as apps da Google complica imensamente a vida da Huawei no ocidente, mas os fãs depressa descobriram que havia forma de as instalarem manualmente - e que, curiosamente (ou não) até parecia ter contado com uma ajudinha da da Huawei. Mas agora passamos a um novo capítulo que tem gerado imensas teorias da conspiração...

O site lzplay net que alojava o instalador das apps e serviços Google para o Mate 30 deixou de estar acessível e, para "ajudar", o Mate 30 deixou de passar no teste de segurança SafetyNet da Google.


Na verdade, a surpresa era que o Mate 30 passasse o teste SafetyNet, uma vez que não deveria ter havido qualquer parceria entre Google e Huawei; mas o facto de inicialmente passar e agora não, a par do desaparecimento do instalador não oficial das apps Google (com acesso privilegiado ao Android da Huawei) fazem suspeitar que estes acontecimentos estejam relacionados.

Esperemos que a Huawei ou a Google possam esclarecer o que se está a passar, mas o que é certo é que, se não houver forma não oficial de colocar a Play Store no Mate 30, a Hauwei terá a vida imensamente mais complicada para o comercializar entre nós.

5 comentários:

  1. É um alturas como esta que fazem falta vozes como a do Richard Stallman.

    Isto é a prova de que já perdemos muito mais do que aquilo que sequer sonhamos.

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Sabes que ouve tempos em que até admirava algumas posições do Richard, mas com o tempo e depois de estar muito envolvido na comunidade Linux comecei a perceber que ele é um fanático, como todos os tipos de fanatismo são condenáveis, fazem se perder objectividade e depois este Richard como ser humano é uma bosta, não sei se acompanhas o que ele defende para além do software livre, com pessoas como ele não é fácil o software livre ganhar muito mais asas.

      Eliminar
    2. Sim, como ser humano deixa mesmo muito a desejar, é triste mas verídico.

      Mas o problema é que com a sua recente demissão, existe menos uma voz a denunciar este tipo de situações em que, literalmente, o utilizador final está totalmente dependente das vontades ou caprichos dos políticos norte americanos.

      O software livre deveria ser um desígnio básico da humanidade.
      Com a saída de cena do tipo, cada vez mais poderemos considerar esse conceito como extinto.

      Eliminar
  3. Terá, com muita certeza, a ver com isto e com a respectiva thread que se desenrolou no Twitter - cortesia do criador do Magisk, John Wu.

    https://medium.com/@topjohnwu/huaweis-undocumented-apis-a-backdoor-to-reinstall-google-services-c3a5dd71a7cd

    ResponderEliminar

[pub]