2021/03/23

Apple enfrenta processo por teclado Butterfly nos MacBooks

A Apple já reconheceu o erro e abandonou os teclados Butterfly nos MacBooks, mas esse erro ainda irá assombrá-la por mais algum tempo e poderá custar-lhe mais alguns milhões de dólares.

Nos EUA avança um processo class-action contra a Apple a propósito dos problemáticos teclados Butterfly. Este teclados foram lançados pela Apple nnos MacBooks em 2015, com um sistema que permitia reduzir a espessura do teclado, mas que se veio a revelar demasiado susceptível no mundo real, com as inevitáveis partículas de sujidade a poderem encravar as teclas. Algo que fez aumentar a necessidade de reparações de teclados em 40%, e em muitos casos fazendo com que certos utilizadores precisassem trocar o teclado por duas e três vezes, sendo apenas uma questão de tempo até que voltassem a ficar encravados.

O processo acusa a Apple de continuar a vender estes teclados mesmo depois de ter sido demonstrado que eram problemáticos, e exige indemnização pelos mesmos, apesar de em 2018 a Apple finalmente ter admitido publicamente a "culpa" e disponibilizando um programa de substituição de teclados gratuito (o que não corrrigia o facto dos teclados trocados virem a sofrer dos mesmos males no futuro).

Neste momento a Apple já não vende nenhum MacBook com os problemáticos teclados Butterfly mas, como este processo vem demonstrar, ainda não se livrou das consequências de ter insistido na utilização desses teclados durante vários anos - e cujo impacto continua a atormentar todos os que têm MacBooks dessas gerações.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]