2021/07/10

Blue Origin acusa Virgin Galactic de não chegar ao espaço "a sério"

Jeff Bezos não gostou que Richard Branson se antecipasse à sua viagem ao espaço, lançando uma série de críticas de que a Virgin Galactic não chega realmente ao espaço.

No início do mês, e com a viagem de Jeff Bezos ao espaço já marcada, Richard Brason surpreendeu ao dizer que iria voar ele mesmo no avião espacial da Virgin, chegando ao espaço no dia 11 de Julho - cerca de uma semana antes de Jeff Bezos.

Impossibilitado de acelerar os seus planos, Jeff Bezos revela o seu mau perder com uma troca de galhardetes entre bilionários.

A Blue Origin diz que a Virgin Galactic não chega realmente ao espaço, pois não ultrapassa uma altitude de 100 mil metros (a designada Kármán Line, que é utilizada como "fronteira" entre a atmosfera e o espaço), e pelo caminho também a acusa de usar apenas um "avião" e não um foguete, de não ter um sistema de escape de emergência, e ainda arranja espaço para dizer que as suas janelas são maiores e que não tem emissões poluentes.

Tecnicamente poderá ter toda a razão mas, nesta situação, parece demonstrar uma atitude de mau perdedor. Além do mais, são amuos completamente ridículos, considerando que também a Blue Origin se limita a voos sub-orbitais, e estas "queixinhas" a deixam numa posição perfeita para que a SpaceX - que já transporta astronautas para a ISS - lhe dê tratamento idêntico, dizendo que estes minutos de estadia no espaço são uma boa tentativa... para quem não consegue entrar em órbita.

2 comentários:

  1. Esta atitude do Jeff Bezos é incompreensível.
    Ainda por cima numa altura em que ele está com a popularidade muito em baixo. Podia ter levado isto tudo na desportiva e sempre ganhava uns pontos, enfim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Incompreensível? É mais do que óbvio que estas iniciativas são essencialmente jogadas de marketing e dessa forma faz todo o sentido que um queira dar a entender que fez o mesmo "mas mais rápido" e que o outro se distinga identificando as diferenças.
      E sendo pragmático, a corrida é entre Space X e a BlueOrigin. A Virgin fez uma jogada de "copia-chinesa" (com o seu "avião especial", como foi descrito no artigo anterior), de que tantas empresas Americanas se queixam. haha

      Eliminar

[pub]