2021/08/13

Notícias do dia

Netflix aumenta preço para os €15.99; Espanha com "Passaporte Covid" compatível com Apple Wallet; Honor apresenta Magic3 e Magic3 Pro+ com Google; Galaxy Watch 4 não funciona em iPhones nem smartphones Huawei sem Google; Android "Find my device" vai ser idêntico ao da Apple para permitir localização sem ligação à internet.

Antes de passarmos às notícias, já arrancou novo passatempo gadget da semana, que desta vez te pode valer um adaptador de tomada universal com carregador USB integrado.

TitTok supera Facebook como app mais descarregada em 2020

Se dúvidas houvesse quanto à "ameaça" do TikTok aos gigantes do costume, eis que chega a confirmação: o TikTok superou o Facebook e tornou-se na app mais descarregada em 2020 a nível mundial.

Junte-se a isto o facto de, em vários países, as pessoas já passarem mais tempo no TikTok do que no YouTube, e começa a perceber-se porque todas as empresas devem estar em pânico e a tentarem imitar as funcionalidades do TikTok para tentar reduzir o seu ímpeto. A grande questão é: será que vão conseguir?


Google corta ordenados para quem trabalhar remotamente

A Google pode ser uma das mais desejadas empresas tecnológicas onde trabalhar, mas tem políticas que parecem ser contrárias à inovação que se esperaria de tal empresa. Os funcionários que optarem por trabalhar remotamente podem enfrentar cortes no ordenado que podem chegar aos 25%, e tudo em função de uma regra algo arbitrária sobre o local onde moram.

Trabalhadores com a mesma função e ordenado, mas onde um more no centro de uma cidade e outro a algumas horas de distância, podem fazer com que aquele que estava mais perto dos escritórios não tenha qualquer corte, e o outro que perdia horas por dia em viagem, receba um corte de 10%, 20%, ou até 25%, mesmo que a zona em que viva seja tão cara quanto o centro de uma cidade.


LG lança monitor UltraFine OLED Pro de 32"

A LG já lançou finalmente os seus monitores OLED destinados ao sector profissional - e com preço a condizer. Disponíveis em versões de 27" e 32", estes monitores UltraFine OLED Pro 4K trazem as vantagens dos OLEDs para os computadores desktop, sem se ter que lidar com a baixa densidade dos pixeis ao se tentar utilizar um televisor OLED normal como monitor. Infelizmente, isso chega também com um preço bastante elevado, a começar (nos EUA) nos 3 mil dólares para o de 27" e 4 mil dólares para o de 32".

Mesmo sendo monitores que se destinam essencialmente a trabalho gráfico, como edição de fotos e vídeo, vai ser interessante ver o seu comportamento a médio e longo prazo, sabendo-se que os OLED, por muito que já tenham evoluído, continuam a poder sofrer de burn-in.


UE insiste nos carregadores universais em Setembro

Há bastante tempo que a UE tem pedido a uniformização dos carregadores como forma de evitar o lixo electrónico, e em Setembro deverá chegar a proposta oficial para essa regulamentação. No entanto, ainda não se sabe se a intenção será ficar-se pelos carregadores, ou se poderá ser acompanhada por exigência da ficha a utilizar nos próprios equipamentos.

Empresas como a Apple dizem que qualquer regulamentação servirá apenas para travar as inovações, e que o sector já se está a auto-regular sem necessidade de burocracias externas, com a transição que tem sido feita para o USB-C.


Curtas do dia


Resumo da madrugada


Curiosidade do dia: O formato Super Hi-Vision 8K quadruplica o número de pixeis face ao UHD 4K e oferece uma resolução que promete rivalizar com a da "realidade". Por isso mesmo, espera-se que esta resolução se vá manter durante bastante tempo, não havendo benefícios visíveis de dar um salto para resoluções superiores num futuro imediato.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]