2021/09/19

Tesla limita FSD beta a "bons condutores"

A Tesla está a expandir o programa de acesso ao novo modo Full Self Driving (FSD) melhorado, mas apenas quer bons condutores.

A expansão do programa FSD beta a mais pessoas é algo que se espera há muito, mas o acesso ao programa estará sujeito à análise da forma de condução de cada candidato. Para isso, o acesso ao programa beta implicará dar acesso aos dados de condução, para que seja feita essa avaliação. Algo que na verdade não se pode dizer que seja inesperado.

No início do ano a Tesla surpreendeu ao anunciar que tinha removido o modo FSD a alguns beta testers que tinham "abusado" do sistema. Sendo que, mesmo sem entrar em detalhes, se pode desde logo assumir que eram pessoas que faziam aquele tipo de coisas inconscientes que se podem ver nalguns vídeos: como sair do lugar do condutor e passar para o lugar do passageiro ou lugares traseiros, ou outras coisas do género. Medida compreensível mas polémica, não se podendo esquecer que são pessoas que pagaram por aquela opção e que, quando muito, deveriam dar alertas e implementar sistemas que obrigassem a utilizar o FSD correctamente, em vez de "castigar" os seus clientes.

Por outro lado, vai sendo um pequeno sinal - algo preocupante - de como, ao estilo dos computadores que já não nos deixam fazer o que queremos e só permitem fazer o que acham correcto; parece que também os carros inevitavelmente irão seguir por esse caminho. Não faltará muito para que o carro esteja ligado à rede de trânsito nacional e denuncie automaticamente todas as infracções do condutor - ou até talvez apresente a multa directamente no ecrã, acompanhado da mensagem de que o valor já foi debitado na conta bancária do condutor.

1 comentário:

  1. Deviam ter feito ao contrário - se os condutores forem maus, até o FSD-beta conduz melhor do que eles.

    ResponderEliminar

[pub]