2022/07/22

Notícias do dia

Tesla cancela reservas do Cybertruck na Austrália; Realme Pad X 5G com Limelight nas videochamadas; Rimac desenvolve novas baterias de 46 mm; Google Pixel 6a começa nos €459 mas continua sem ter lançamento em Portugal; Forza Horizon 5 Hot Wheels já disponível; e Windows 11 começa a bloquear ataques brute-force RDP de origem.

Antes de passarmos às notícias, já temos novo passatempo semanal, que desta vez te pode valer uma fita LED para TV.

Google mantém secção das permissões na Play Store

Depois de ter surpreendido tudo e todos ao esconder a secção das permissões das apps na Play Store para dar destaque ao que os developers quisessem dizer, a Google vem reconhecer o erro e recuar nessa decisão.

A Google diz que leva muito a sério as questões da segurança e transparência, e que decidiu voltar a incluir a secção das permissões tal como estava dantes, para que os utilizadores possam ficar devidamente informados sobre cada app. A grande pergunta é, se leva estas coisas a sério, porque é que sequer considerou que escondê-las seria uma boa ideia?


Thread chega aos Nest, Apple e Echo

Em preparação para o arranque do Matter, chega a boa notícia de que muitas pessoas poderão já ter um equipamento que poderá funcionar como router compatível Thread em suas casas, que ficará funcional via actualização.

Dispositivos como o Nest Hub Max, Nest Hub (2nd gen), Nest WiFi Mesh, Apple TV 4K, HomePod Mini, Echo (4th gen), Eero Mesh routers WiFi 6, e até os painéis LED Nanoleaf Shapes / Elements / Lines, funcionarão como routers Thread. O Thread será o novo protocolo wireless que pretende unificar todos os smart devices (WiFi, Bluetooth, ZigBee, etc.) de modo a simplificar a vida aos consumidores. E, ao ser disponibilizado via actualização para estes equipamentos - e potencialmente outros - é um excelente primeiro passo para atingir esse objectivo.

Com a chegada do Thread 1.3.0 resolve-se um dos entraves actuais. Embora alguns destes produtos já funcionem como routers Thread, continuam a fazê-lo em redes separadas. Só com a mais recente versão se passa a ter uma rede unificada, tornando irrelevante se se mistura um router de uma marca com outro de outra marca, e garantindo que qualquer produto ligado a qualquer um deles, fica visível numa única rede global.


Slack gratuito com histórico de 90 dias

O Slack está a simplificar o seu plano gratuito, passando a adoptar um histórico de 90 dias para as mensagens.

Anteriormente, o sistema era um pouco mais complicado, mantendo um histórico de 10 mil mensagens e um espaço de 5 GB. O novo sistema gratuito vem beneficiar os canais mais activos, que poderão manter muitas mais mensagens; mas prejudicar os canais com pouca actividade, em que as 10 mil mensagens poderiam representar meio ano ou mais de actividade. De qualquer forma, passa a ser mais simples, sabendo-se que são 90 dias, e pronto.

A outra notícia é que os preços vão aumentar para o plano Pro, passando a ser de 8.25€ por mês ou 81.00€ por ano, com o Slack a incentivar os actuais clientes a renovarem por um período anual antes de 1 de Setembro para manterem o preço antigo por mais um ano.


Pixel Buds Pro com selecção automática de dispositivos

Para os seus futuros Pixel Buds Pro, a Google prepara-se para copiar a funcionalidade prática que a Apple utiliza nos seus AirPods, para fazer a selecção automática da fonte sonora sem que o utilizador tenha que se preocupar com isso.

Ou seja, se estiver no smartphone e começar a utilizar o computador, os earphones poderão mudar automaticamente para o portátil, e vice-versa - o que, na prática, nem sempre pode resultar no efeito pretendido (por exemplo, se quiserem continuar a ouvir a música que vem do smartphone, apesar de estarem a ver por momentos um vídeo com música no portátil). Mas, a Google diz que os utilizadores continuarão a ter total controlo, com notificações que permitem manter a fonte sonora anterior. Veremos que tal é que isso resulta, quando os Pixel Buds Pro chegarem às lojas.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: A Google Play Store é a loja oficial de apps e conteúdos da Google. Foi inicialmente lançada como Android Market em 2008, passando a adoptar o nome Google Play em 2012.


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]