2018/02/01

Notícias do dia

A LG vai devolver $425 (ou $700) por smartphones em bootloop; Apple adia novidades no iOS para se focar na qualidade; a Nintendo vai fazer chegar o Mario Kart aos smartphones; gestor de impressões digitais da Lenovo deixava portáteis em risco; e criadores de ransomware estão a ser roubados por outros cibercriminosos.

Antes de passarmos às notícias, esta semana temos para te oferecer duas micro-consolas arcade com 300 jogos (uma no passatempo do site, outra no passatempo do Facebook); e ainda temos dois livros JAVA da FCA que serão úteis a todos os que se interessam por esta linguagem de programação.

Facebook perde utilizadores nos EUA e Canadá pela primeira vez



Embora o Facebook continue a crescer globalmente, pela primeira vez perdeu utilizadores nos EUA e Canadá, o que poderá indicar que a plataforma atingiu o pico de utilizadores nestes mercados e que será cada vez mais complicado manter esses utilizadores ou angariar novos.

Não será por isso de estranhar que o Facebook esteja também a tornar-se mais "insistente" a tentar convencer utilizadores a regressarem à plataforma, enviando emails e mensagens a utilizadores que não fazem login há algum tempo. Os emails variam, indo dos simples apelos a regressar à partilha de coisas que os amigos têm feito (esperando que isso seja mais convincente), mas também chegando a ser deliberadamente enganadores, como mensagens que insinuam que outras pessoas possam estar a tentar a fazer login na sua conta.


Elon Musk já vendeu todos os lança-chamas


A ideia de vender lança-chamas podia parecer idiota, mas o que é certo é que Elon Musk já vendeu as 20 mil unidades que estavam disponíveis, facturando 12 milhões de dólares no total. Embora algumas pessoas (e políticos) tenham ficado "chocados" com esta manobra de Musk, este já referiu que cada unidade será também acompanhada por um extintor de cortesia.

Importa referir que Elon Musk conseguiu vender este produto legalmente porque, tecnicamente, não se enquadra na categoria de lança chamas, por não projectar as chamas a uma distância superior a 1 metro. Elon Musk também já referir, em resposta a algumas críticas, que estão disponíveis nas lojas, publicamente acessíveis, tochas capazes de projectar chamas a maior distância que este seu lança-chamas... e que por isso não vê motivo para qualquer polémica que se tente levantar.


Sharp lança S3 com Android One



Lentamente (muito lentamente) a família de smartphones com Android lá vai crescendo, e o mais recente modelo é o Sharp S3. Com um design que faz lembrar o iPhone SE, este modelo vem dar seguimento à família Android One da Sharp (iniciada com o Sharp 507SH e seguida em 2017 com o Sharp X1) e está equipado com um ecrã Full HD de 5", Snapdragon 430 SoC, 3 GB RAM, 32 GB + microSD, câmaras de 13MP e 5MP, bateria de 2700mAh e, obviamente, Android 8.0 de origem.

O preço de 237 euros (no Japão) não é particularmente agradável, mas poderá ajudar que este smartphone venha com certificação MIL-SPEC para protecção contra pó, água e quedas... o que à partida lhe garantirá alguma longevidade na mão dos mais azarados. Muito provavelmente, será um modelo apenas destinado ao seu país natal.


Falcon 9 desafia as probabilidades aterrando... na água



A SpaceX efectuou mais um lançamento bem sucedido com o seu Falcon 9 e, tendo sido o lançamento de um satélite pesado, era um daqueles em que não se iria tentar recuperar o foguete. Mas, como é habitual nestas coisas, nada como tirar o máximo partido de algo que estaria "perdido" e por isso a SpaceX aproveitou para testar um novo sistema, em que o Falcon 9 tentaria fazer uma aterragem mais arriscada, poupando combustível e efectuando uma manobra com maior potência do propulsor no último momento.

Para não arriscarem danificar a plataforma flutuante de aterragem (que será necessária para o lançamento do Falcon Heavy daqui a poucos dias) essa manobra foi feita sobre a água... e contrariando os mais pessimistas, foi bem sucedida. O foguete aterrou intacto sobre a água, ficando a flutuar, e com a SpaceX a dizer que iria rebocar o foguete para terra - embora não se espere que volte a voar (ainda mais, sendo um foguete já reutilizado).


Curtas do dia


Resumo da madrugada

3 comentários:

  1. "A SpaceX efectuou mais um lançamento bem sucedido com o seu Falcon 9 e, tendo sido o lançamento de um satélite pesado, era um daqueles em que não se iria tentar recuperar o foguete"
    Não foi esse o motivo principal de não recuperarem, mas sim o facto de necessitarem do ASDS para o Falcon Heavy (como foi dito depois). Como pode ser visto aqui https://www.reddit.com/r/spacex/wiki/launches/gto_performance já aterraram boosters que lançaram satélites bem mais pesados

    ResponderEliminar
  2. Ui... Carlos a notícia sobre a eBay e a PayPal está mal interpretada. A PayPal deixará de ser o principal responsável pelos pagamentos no eBay, mas continuará a ser uma das opções disponíveis aos utilizadores para pagamento.

    ResponderEliminar

[pub]