2018/03/26

Notícias do dia

Google impede acesso às Google Apps em Androids não certificados; novas imagens levantam ainda mais dúvidas sobre atropelamento mortal da Uber; YouTube vai começar a chatear utilizadores com mais publicidade; Nem os relatórios de erros escapam à GDPR; vimos projectores LED de 300W que transformam a noite em dia; um Teclado MIDI M-Audio de 88 teclas a €189; um impressionante exemplo do Star Wars com ray tracing em tempo real no Unreal Engine; BMW i4 eléctrico chega em 2020 com autonomia até 700km; fabricantes Android consideram Face ID muito caro e optam por sensores de impressões digitais sob o ecrã; e a descoberta que o Facebook também guarda registos de chamadas e mensagens.

Antes das notícias, aproveito para relembrar que está a terminar o passatempo que te pode valer uma lâmpada LED com sensor de movimento, e também ainda vais a tempo de ganhar um dos exemplares dos livros da FCA sobre sistemas operativos que estamos a oferecer.

CEO da Waymo diz que os seus carros teriam evitado o atropelamento da Uber



Quanto mais se vai sabendo sobre o atropelamento do carro autónomo da Uber mais vão sendo as perguntas; e depois da presidente da Velodyne ter vindo a público esclarecer que os seus LIDARs teriam detectado a pessoa na estrada, é a vez do CEO da Waymo (a divisão dos carros autónomos da Google) também dizer que os seus automóveis teriam sido capazes de lidar com aquela situação de forma segura e evitar o atropelamento.

De qualquer forma, considerando que os veículos da Uber estavam a precisar de intervenção quase constante por parte dos condutores humanos (uma vez a cada 20km), começa a olhar-se para a decisão da Uber de ter retirado as duas pessoas que seguiam a bordo destes veículos e que faziam o controlo do sistema, deixando apenas uma - no lugar do condutor - e que assim tem muito maior probabilidade de se poder distrair (como foi o caso).


OnePlus 5T chega ao fim nos EUA



Os norte-americanos mais indecisos que estivessem a adiar a compra de um OnePlus 5T já têm o assunto resolvido: os 5T estão esgotados e não irá haver reposição do stock; significando que terão que esperar até que chegue o OnePlus 6 - algo que era esperado para Junho, mas que poderá vir a acontecer mais cedo.

Na Europa ainda temos os OnePlus 5T disponíveis mas isso poderá mudar a qualquer momento; e se tal acontecer, não me parece que a OnePlus se arrisque a ficar alguns meses sem smartphones disponíveis para venda; sendo o mais provável que acelere o lançamento do OnePlus 6.


Netflix proibida de participar no Festival de Cannes



Embora as produções originais das plataformas de streaming, como a Netflix e Amazon, estejam a fazer sucesso junto do público e em vários certames, o Festival de Cannes põe um ponto final nas aspirações da Netflix em eventualmente obter uma Palma de Ouro, proibindo os seus filmes de entrarem em competição.

A presença da Netflix já tinha sido polémica na edição anterior, com muitos cineastas e críticos a considerarem uma "afronta" ter uma plataforma de streaming a participar num evento dedicado ao cinema; mas desta vez isso será evitado. A justificação é a mesma: que a Netflix não faz os seus filmes chegarem ao circuito comercial das salas de cinema (ou quando o faz sendo apenas de forma limitada, apenas para cumprir com o exigido para poder entrar em competições, como Cannes).

A longo prazo, veremos quem é que fica mais a perder: se a Netflix sem prémios de Cannes (pode continuar a lá exibir filmes, mas sem entrar na competição); ou se Cannes sem filmes da Netflix...


Facebook recorre aos jornais para pedir desculpa



Enfrentando a maior crise de relações públicas de sempre devido ao caso Cambridge Analytica (e com notícias diárias a "afundarem" ainda mais o fosso - como a descoberta de que mantém o registo de chamadas e mensagens dos utlilizadores), o Facebook não olha a meios para se tentar redimir perante a opinião pública - ao ponto de publicar um pedido de desculpa em página inteira numa dezena de jornais, assinado pelo próprio Mark Zuckerberg.

Não sei até que ponto o público alvo do Facebook ainda lê jornais (especialmente tratando-se do The Observer, The Sunday Times, Mail on Sunday, Sunday Mirror, Sunday Express, Sunday Telegraph - no Reino Unido - e no The New York Times, The Washington Post, e The Wall Street Journal, nos EUA), mas o mais certo é que isto seja visto apenas por aqueles que continuam a "fazer barulho" com toda esta situação, e por aqueles que, em último caso, irão ter que se pronunciar sobre isto (políticos, etc.) eventualmente exigindo um maior controlo e regras mais apertadas sobre a utilização de dados dos utilizadores.


Curtas do dia


Resumo da madrugada




Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]