2018/07/19

Notícias do dia

Chrome vai alertar para páginas demasiado grandes; vimos que tal se comporta o Nokia 1 com Android Go; o novo Gorilla Glass 6 promete resistir a múltiplas quedas; vimos uns Earphones BT desportivos por €11; a Blue Origin testou a separação da sua cápsula com sucesso; e ainda os hackers que agradecem a utilização do 2-factor via SMS para roubarem contas às vítimas.

Antes de passarmos às notícias de hoje, relembro que já está escolhido o livro FCA que iremos oferecer ao longo desta semana: "Windows Server 2016 - Curso Completo".

Google tem o Duck.com e redirecciona-o para o Google.com



Noutros tempos, o mantra "Don't be evil" da Google significava que quase tudo o que fizesse fosse vista de uma perspectiva de boa-fé, mas infelizmente os tempos agora são outros. Um pequeno sinal disso mesmo é que embora a Google persiga todos os que tentem registar domínios parecidos com "Google" que redireccionem para outros lados, não hesita em recorrer a essa mesma táctica para apanhar alguns utilizadores do DuckDuckGo.

Quem visitar o site duck.com poderá ser surpreendido por ser redireccionado para o google.com. Algo que não irá afectar os utilizadores habituais destes motor de pesquisa que se foca na privacidade, mas que seguramente irá baralhar as pessoas que ouviram falar de um tal "duck" como sendo uma alternativa ao Google, e que ao experimentarem este domínio voltarão a ser reencaminhados para o sítio do costume.

... Era escusado ver a Google a recorrer a este tipo de coisa...


MS quer cobrar $0.30 por dispositivo por mês na sua cloud IoT



A Microsoft quer fornecer a plataforma que sustente a Internet of Things, e agora ficamos a saber o preço que tenciona cobrar por isso. A MS quer cobrar um valor de $0.30 por dispositivo por mês pelo acesso ao Windows 10 IoT Core Services que, entre outras coisas, dá acesso à sua plataforma de actualizações remotas.

Bem sabemos que a questão das actualizações é de importância crítica (dispositivos ligados à internet que não tenham um sistema de actualizações fiável e robusto são verdadeiras bombas-relógio, em que será apenas uma questão de tempo até que seja descoberta uma vulnerabilidade que os ponha em risco) - mas se o valor de $0.30/mês será um valor aceitável... isso será algo que teremos que aguardar para ver.

Fazendo uma contas por alto, imaginem que têm uma dezena de lâmpadas, e interruptores, e mais uma dúzia de sensores ou outros dispositivos IoT. Para 40 dispositivos já estaríamos a falar de um valor de $12 por mês, só pelo privilégio de poderem ser actualizados pela plataforma da MS... o que são $144 por ano.


Streaming ultrapassa subscritores de TV paga no Reino Unido



Que o futuro da TV "tradicional" está condenado a mudar já sabemos há muito, e do Reino Unido chega-nos mais um sinal claro disso, com o número de assinantes de serviços como a Netflix, Amazon Prime e Now TV a terem atingido os 15.4 milhões no primeiro trimestre deste ano, superando os 15.1 milhões de clientes de TV paga convencional.

Não era preciso ser especialista para saber que maioria das pessoas preferem serviços onde podem ver aquilo que querem, quando querem, e como querem... face a terem dezenas ou centenas de canais (a maioria dos quais sem qualquer interesse) e onde estão limitados a ver "o que estiver a dar". Agora só resta esperar que os serviços de streaming não cometam os mesmos erros dos canais tradicionais (por vezes já por lá começam a surgir conteúdos de qualidade bastante duvidosa...)


Spotify não deixa bloquear utilizadores abusivos



Pensava que hoje em dia estaria implícito que qualquer serviço tivesse em conta a possibilidade das suas funcionalidades serem usadas de forma abusiva, mas o Spotify parece continuar a fechar os olhos a esta situação, mesmo depois de lhe ter sido chamada a atenção para isso.

Se em praticamente todas as plataformas sociais (Facebook, Twitter, etc.) é possível bloquear o acesso a pessoas indesejadas, no Spotify os perseguidores continuam a ter prioridade e a poderem seguir as suas vítimas, sem que estas possam fazer nada quanto a isso - a não ser esconderem-se completamente do mundo passando para modo privado, e deixando de partilhar as suas coisas com os restantes amigos.

Esperemos que seja algo que o Spotify reconsidere em breve...


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]