2019/03/22

Notícias do dia

Facebook guardou centenas de milhões de passwords em "plain text" ao longo de anos; Google restringe acesso do IFTTT e Shortcuts da Apple ao Gmail; Chrome ganha modo Lite para acelerar carregamento de páginas; temos em promoção o Xiaomi Mi 8 Lite a €182; e ainda um vídeo onde o
Galaxy Fold mostra "vinco" no ecrã dobrável.

Antes de passarmos às notícias do dia, relembro que já arrancou o passatempo FCA da semana, que esta semana tem exemplares do livro Gestão de Sistemas de Informação para oferecer.

Apple exige que apps suportem ecrãs dos mais recentes iPhones e iPads



A Apple quer por um fim à (enorme) quantidade de apps que continua sem suportar os mais recentes formatos de ecrãs, como o iPhone XS Max e iPad Pro, e vai passar a exigir todas as apps submetidas para a App Store a partir de 27 de Março o façam.

É pena que tal coisa tenha que ser feito sob a forma de obrigação, mas a verdade é que, se assim não for, há muitos developers que parecem ignorar por completo a situação. Veja-se o caso da popular app MB Way, que ainda agora continua sem suportar o ecrã do iPhone X (já com cerca de ano e meio no mercado).


Ecrãs OLED 4K da Samsung para portáteis custam apenas mais $50 que LCDs


A Samsung Display está a incentivar os seus parceiros e clientes a adoptarem ecrãs 4K OLED de 15.6" nos seus portáteis, fornecendo-os a um preço de apenas $50 a $60 superior ao de um ecrã LCD.

Se em termos de preço seria uma vantagem óbvia, facilitando a criação de portáteis mais finos e leves, e com qualidade de imagem impressionante (e suportando HDR devidamente), a grande questão continuará a ser saber como é que estes ecrãs OLED irão lidar com conteúdos estáticos, meses após meses. É que a utilização típica de um portátil é bastante diferente da de um smartphone ou tablet... e não sei até que ponto é que a tecnologia dos OLED já estará preparada para lidar com isso.


Serviço de streaming de TV da Apple quer ser "app store" para o streaming



O serviço de streaming da Apple poderá não ser um serviço apenas ao estilo da Netflix, mas sim uma tentativa de replicar o formato da App Store para os serviços de streaming de vídeo.

Ou seja, em vez de enfrentar desde já os serviços da Netflix, Hulu, HBO (e em breve a Disney), a Apple tentará aliciar parceiros para que disponibilizem esse serviços na sua plataforma, em troca de uma comissão no caso de angariarem novos clientes, e usando as suas produções exclusivas como chamariz... Veremos na próxima semana que serviços irão aceitar essas condições...


Pixels Camp ilumina Pavilhão Carlos Lopes


Continua a decorrer a 3ª edição do Pixels Camp em Lisboa (até amanhã) e, mesmo para quem não for participante, justifica-se uma passagem pelo Pavilhão Carlos Lopes, para poderem apreciar o trabalho de Projection Mapping que foi feito, e que dá vida à fachada do edifício assim que o sol se põe.




Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]