2019/09/12

Notícias do dia

O Autenticação.gov envia dados para o Facebook; iPhone 11 vem com "bump" triplo nas câmaras; Google Photos facilita acesso ao EXIF; Nintendo revela Ring Fit Adventure para a Nintendo Switch; OnePlus compromete-se a não matar apps em background; Chrome 77 já pode enviar tabs para outros equipamentos; e ainda, Tesla Model S bate recorde em Laguna Seca com modo "Plaid" e três motores.

Antes de passarmos às notícias do dia temos um novo passatempo gadget da semana, que te pode valer um módulo de tomada inteligente WiFi, e também está de regresso o Fundo de Gadgets, desta vez destinado à aquisição de um iPhone 11.

Ataques de phishing estão a aumentar entre os Macs



Há a ideia de que, ao contrário dos utilizadores Windows, os utilizadores de Macs não se têm que preocupar (tanto) com as questões de segurança, mas um estudo vem revelar que não é bem assim - e que na verdade, tem havido um aumento substancial nas campanhas de phishing direccionadas contra utilizadores de Macs.


Nos últimos anos tem-se verificado um aumento quase exponencial nos ataques, passando de 850 mil em 2015 para cerca do dobro no ano seguinte, e saltando de 4 milhões para mais de 7 milhões entre 2017 e 2018. E este ano, em apenas seis meses, já se vai em quase 6 milhões de ataques de phishing.

Há por isso que estar bem alerta, e manter sempre a suspeita sobre todos os emails que se receberem. Se "parecer estranho", é bem provável que seja mesmo estranho!


Imagens privadas do Facebook e Instagram acessíveis publicamente via URLs




Manter coisas privadas na internet é uma tarefa quase impossível, mas descobriu-se que no caso de fotos do Facebook e Instagram, se podem partilhar os URLs de fotos privadas, que se mantêm acessíveis até durante vários dias depois de supostamente terem sido eliminadas.

Existem diversas explicações técnicas para isto poder acontecer, e o Facebook também desvaloriza o caso dizendo que, no limite, as pessoas que se derem ao trabalho de ir procurar o URLs de uma imagem para o partilharem, também facilmente podiam fazer uma captura de ecrã ou tirar uma foto ao monitor. No entanto, isso não deverá ser utilizado como desculpa para que o Facebook implemente as políticas correctas de acesso, de modo a que os tais URLs apenas sejam visíveis pelas pessoas que deveriam ter acesso.


Alexa ganha reconhecimento de voz offline para automóveis



A Amazon tem feito uma forte pressão para colocar a Alexa nos automóveis, e agora adiciona um importante trunfo: a capacidade de reconhecer (alguns) comandos de voz em modo offline, para que possa permanecer funcional, embora com capacidades reduzidas, quando se está em locais sem rede, como túneis.

Na versão actual, a Alexa pode tomar conta da reprodução multimédia (fazer streaming de música, audiobooks, mudar estação de rádio, mudar volume, etc); gerir mensagens e chamadas (incluindo chamadas em grupo e Alexa Drop In); navegação (pesquisa de locais, obter informação sobre lojas e estabelecimentos, estado do trânsito, etc.); e controlo da viatura (ar condicionado, iluminação interior, ventilação, aquecimento dos vidros, etc.)


Fairphone 3 recebe nota máxima do iFixit


O Fairphone apresenta-se como um smartphone justo, sustentável, e fácil de reparar - e isso foi agora comprovado pelo iFixit, que lhe deu a nota máxima (10/10) no seu índice de reparabilidade. Todos os módulos estão facilmente acessíveis e podem ser substituídos com facilidade, servindo de exemplo para outras marcas seguirem - especialmente aquelas que têm tornado os seus smartphones cada vez mais difíceis (ou impossíveis de reparar), até mesmo para coisas inevitáveis como trocar de bateria ou ecrãs partidos.

Pelo menos, quem tiver propensão para esse tipo de coisa, já sabe que há pelo menos um smartphone que faz questão de lhes facilitar a vida, e até traz a "raridade" de uma bateria substituível.


VW apanhada a fazer batota dieselgate em mais motores



Parece que nem mesmo o anúncio do ID.3 permite à VW distanciar-se do fantasma permanente do dieselgate, agora com novas revelações que indicam que a marca terá feito batota em muitos mais motores do que aqueles que tinham sido apanhados no escândalo dieselgate inicial.

Segundo uma nova investigação, a VW também terá aplicado a "batota" aos motores diesel EA 288 que deveria cumprir as normas de emissões Euro 6, e que se seguiram aos motores EA 189 que estiveram no centro do escândalo inicial. Mais uma vez, trata-se de um sistema que detecta quando estão a ser feitos testes de emissões, em cujo caso faz a injecção do aditivo AdBlue; mas em condução normal na estrada, reduz drasticamente essa operação para reduzir a necessidade de reabastecimento do aditivo... à custa de emissões poluentes acrescidas.


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]