2019/09/13

Notícias do dia

Ataque Simjacker pode apoderar-se de smartphones com um simples SMS; Spotify reforça validação de moradas no plano familiar com Google Maps; como instalar gratuitamente o codec HEVC H.265 no Windows 10; WD apresenta disco de 20TB; lâmpadas Xiaomi Mi LED ganham suporte HomeKit oficial; e ainda a inutilidade da informação adicional das apps Android na Google Play Store.

Antes de passarmos às notícias do dia temos um novo passatempo gadget da semana, que te pode valer um módulo de tomada inteligente WiFi, e também está de regresso o Fundo de Gadgets, desta vez destinado à aquisição de um iPhone 11.

Huawei começa a vender portáteis com Linux na China



Com a situação do bloqueio dos EUA ainda indefinida (virá o Mate 30 com apps da Google?) e também se continuará a ter acesso ao Windows, a Huawei avança na China com a venda dos seus portáteis em variantes com Linux - mais concretamente o Deepin Linux, uma distribuição chinesa que não consegue afastar-se das suspeitas de fazer tracking dos utilizadores (embora os seus responsáveis garantam que não o faz).

No ocidente as coisas serão menos problemáticas nos portáteis do que nos smartphones, pois a Huawei poderá simplesmente fornecer os portáteis com um qualquer Linux mais ocidental (como o Ubuntu, por exemplo); deixando que quem quiser utilizar Windows o instale posteriormente. No pior caso, os utilizadores podem descobrir que afinal até vivem bem sem Windows, e deixam-se ficar pelo Linux.


Ferramenta de análise de movimento de pessoas da Google passa a empresa independente



Nascido do Sidewalk Labs da Google, o Replica é uma ferramenta que permite analisar o fluxo de movimentação de pessoas numa cidade - e cuja utilidade tem sido tão demonstrada, que já foi promovida de ferramenta a empresa independente.

Embora envolta em alguma polémica devido às questões de privacidade, que a empresa desvaloriza dizendo que apenas trata dados "anonimizados", os relatórios produzidos são de imenso valor para ajudar as cidades a melhor planearem coisas como os serviços de transportes públicos, estradas, etc. De certo modo, é uma ferramenta que quase permite brincar ao "SimCity", mas com base em dados reais.


Facebook actualiza os "valores" para os conteúdos permitidos



Determinar o que é, ou não é, aceitável numa plataforma como o Facebook não é tarefa fácil assim que se passa das coisas "claramente indesejadas" para as áreas mais cinzentas. Para tentar clarificar (novamente), o Facebook revelou os seus quatro pilares que considera fundamentais para garantir a liberdade de expressão na sua rede: autenticidade, segurança, privacidade e dignidade.

Valores que dificilmente serão disputados, mas que continuarão a ser meras palavras, que pouco peso terão junto daqueles que repetidamente são silenciados pelo Facebook por coisas como mostrar uma foto histórica, ou arte, ou mais recentemente, deixando publicar vídeos anti-aborto com pseudo-factos falsos.


Apple baixa preço dos iPad Pro de 1TB



A acompanhar a apresentação dos iPhone 11, a Apple também mexeu nos preços dos iPad Pro, mas só nas versões de 1TB que tiveram direito a uma redução de mais de 200 euros. O iPad Pro de 11" com 1TB que custava 1739 euros viu o preço reduzido para os 1519 euros; e o iPad Pro de 12.9" com 1TB que custava 1979 euros passa a custar 1739 euros.

Olhando-se para o custo por gigabyte para o modelo de 11":
  • iPad Pro de 11" 64GB - €909 - €14.2/GB
  • iPad Pro de 11" 256GB - €1079 - €4.21/GB
  • iPad Pro de 11" 512GB - €1299 - €2.54/GB
  • iPad Pro de 11" 1TB - €1519 - €1.48/GB
  • iPad Pro de 11" 1TB (preço antigo) - €1739 - €1.69/GB

Com esta redução, torna-se ainda mais visível que já era tempo da Apple passar o modelo base dos 64GB para os 128GB (pelo menos).


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]