2019/09/17

Tesla Model S envergonha Porsche no Nurburgring?


A disputa entre a Tesla e a Porsche no Nurburgring tem novos desenvolvimentos, com tempos não oficiais a indicarem que o Model S já estará a ser 20 segundos(!) mais rápido que o Porsche Taycan.

A Tesla levou uma verdadeira oficina móvel para o Nurburgring, onde tem estado a modificar vários Model S, e as afinações parecem estar a resultar. Numa cronometragem não oficial feita por um repórter, um dos Model S terá feito uma volta em 7:23, o que representa uma redução alucinante de 20 segundos face ao recorde obtido pela Porsche com o Taycan.

Claro que até se terem valores oficiais tudo isto não tem valor; e é também preciso ter em conta que estes Model S são modelos especiais "Plaid" com três motores, e que só deverão ficar disponíveis no próximo ano - até lá, para todos os efeitos, estes Model S não são modelos de produção mas sim protótipos. Curiosamente, mesmo tendo tido a oferta de Nico Rosberg para conduzir no Nurburgring, a Tesla terá optado por recorrer a três veteranos que são especialistas no circuito: Thomas Mutsch, Andreas Simonsen (que curiosamente corre para a Porsche Team Huber) e Carl Rydquist.



Há apenas um detalhe em que esta estadia da Tesla no Nurburgring está a falhar:


Para carregar os seus Model S e manter a sua oficina móvel em funcionamento, a Tesla está a usar um  gigantesco gerador diesel que já está a originar queixas dos residentes devido ao barulho feito dia e noite (e que se deverá manter durante as três semanas que a Tesla prevê ficar por lá). Já era altura do circuito se começar a preparar para o futuro, e disponibilizar umas tomadas eléctricas.

Actualização: já tratou do assunto, instalando um posto de carregamento Supercharger.




Segundo as últimas indicações, a Tesla deverá aventurar-se na tentativa de um recorde já esta semana, com a primeira tentativa já amanhã (dia 18) seguida de outra tentativa no sábado (dia 21). E se os 20 segundos se vierem a confirmar, preparem-se para um verdadeiro banho de água fria para a Porsche e o seu Taycan "Turbo"!


Actualização: Elon Musk já implicitamente validou estes tempos, dizendo que o futuro Model S "Plaid" de produção será ainda mais rápido, e que o Tesla Roadster irá bater o actual recorde de 6:44.97s conseguido por um Lamborghini Aventador LP770-4 SVJ em 2018.




Actualização 2: A Tesla já confirmou o tempo de 7:20s, diz que acredita ser possível baixar para os 7:05s.

23 comentários:

  1. Huummm?! Será mesmo... trocar o conhecimento industrial de um Porche pelo conhecimento eletrônico de um Tesla? Não me parece, mas esperemos para ver, se não surge um percalço! Se calhar o taycan tem mais alguma coisa para oferecer quando o despique estiver ao rubro, um turbo por exemplo...! Na realidade esta infantil picardia desvia-nos do que realmente é importante! Não deveria o Sr. Elon Musk estar a trabalhar antes na autonomia e tempos de carregamento dos seus bebés, em vez de andar por aí, feito um cata vento, a dar troco a tudo e a todos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tendo em conta que a nível da autonomia e tempos de carregamento tem feito os trabalhos de casa (vê que outros carros tens no mercado - hoje - que superem os Tesla nesses critérios, no mundo real e não no papel), acho que se lhe pode dar algum espaço de manobra para se divertir um pouco com estas "picardias".

      Além de que, uma coisa não invalida as outras (de outro modo também não poderia andar a pensar em túneis, e a criar foguetes que revolucionaram o lançamento de satélites e eventualmente a exploração espacial, etc. etc.)

      Eliminar
    2. Sobre o último parágrafo, são devaneios de adolescente mal resolvido! Quanto á autonomia vs tempo de carga, é óbvio que o preço de venda é desproporcionalmente elevadíssimo! Isso é evidente!

      Eliminar
    3. A sério que saltaste para o factor preço, quando do outro lado se está a falar de um Porsche de mais de 100 mil euros que cobra $500 pela opção de fazer barulho do motor?

      Eliminar
    4. A Tesla vai apresentar novas baterias, comprou a Maxwell, vai sair uma coisa poderosa baseada em condensadores com durabilidade de 1M de Kms

      Eliminar
  2. Acho essa diferença de tempo muito grande, a potencia e limites de velocidades dos dois carros é próxima, parece-me haver aqui dados novos que nao conhecemos e que podem estar a influenciar favoravelmente (a confirmar-se esses tempos) a Tesla.
    Aguardemos por novos desenvolvimentos, fiquei curioso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é uma diferença substancial. Mas ainda assim, deixa-o em tempos que me parecem "possíveis" face à classe de carros que andam nesse patamar (tendo em conta que ali debaixo está todo um novo conjunto de três motores sobre o qual nada se sabe ainda).

      Eliminar
  3. O pessoal está a esquecer o outro elemento, não?
    É que,se corre mal, não há motores que valham...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim... mas isso está implícito em qualquer tentativa de "superar os limites"...

      Eliminar
  4. Parece que os tempos do Porsche também foram uns meses antes do lançamento do carro (na realidade ainda nenhum de produção foi feito) pelo que também poderá ter sido um "protótipo". Tudo depende das diferenças entre os que fizerem os tempos e os vendidos. Como no Porsche (e nestes novos modelo S) não há nenhum vendido, não saberemos. Manda lá vir a competição (saudável) que ganhamos todos.

    ResponderEliminar
  5. É também evidente que a Tesla está a correr atrás da concorrência neste momento! Enquanto a Porche utilizar a volta do taycan para promover a sua venda que inicia este mês, a Tesla agarrou no que tinha mais á mão, modifica tudo, e lança-se á pista na ganância de conquistar o primeiro lugar! A produção e comercialização? Mas o que é que isso interessa? Depois logo se vê o que se arranja...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hum... Uma dessas marcas está a vender carros eléctricos há anos e podes hoje ir ao stand comprar um, a outra até ao momento ainda só promete que vais poder comprar. (E comprando, se calhar só recebes daqui por um ano, mas que interessa isso, certo?)

      Eliminar
    2. Receber daqui a um ano?! Quanto tempo de espera é que houve para o model 3!? Temos as vistas curtas...

      Eliminar
    3. Coisa que a Tesla não escondeu logo de início, e que quem se meteu neles sabia no que se estava a meter (400 mil pré-encomendas antes de se ter a linha de produção a rolar, não era segredo nenhum).

      P.S. Mas, quem estiver a pensar gastar os 158 mil de um Taycan base, bem pode comprar um Model 3 de 49 mil para andar até o Porsche. (Aliás, conheço casos de pessoas que fizeram coisas idênticas, em versões "combustão").

      Aliás... o que podes gastar em extras num Taycan dá para comprar um Model 3. :)

      Eliminar
    4. Carlos, estás consciente que estás a responder/tentar manter uma conversa com um troll, certo? Não acredito que alguém possa ser tão anti-tesla/musk ou tão fanáticamente Porche.

      Eliminar
    5. O curioso é que muitos estão a apenas a um passeio de distância (num Tesla) de passarem para o campo oposto e depois tornam-se "devotos" da marca.

      Eu não percebo o que é que custa reconhecer o que as diferentes marcas fazem de bem (e de mal), e de esperar que com uns e outros as coisas melhorem.

      Eliminar
    6. Vamos lá ver a quem é que andamos a chamar “trolls”! Eu escrevi o comentário das 21:53 e um mais abaixo das 22:08. Não sou nem a favor nem contra nenhuma das marcas em questão, nenhuma delas me paga o que quer que seja para falar bem ou mal! Ao contrário de muita gente que passa por aqui a destilar ódio e/ou a exultar marcas.
      Quem tem dinheiro para comprar o Taycan, melhor quem vai ter o Taycan logo na estreia sabe bem aquilo porque pagou! Lá porque as “massas” ainda não sabem não quer dizer que não haja já quem saiba bem naquilo que se meteu.
      Não era segredo nenhum o modelo 3? A qualidade dos plásticos, o interior espartano, as poucas opções de personalização. Realmente era algo que todos sabiam! Só que não! Afinal de contas estavam a pagar metade do modelo S era só puxar pela cabeça. Estavam à espera de quê? O Musk ainda não é santo para andar a fazer milagres! Temos de deixar de ser fanboys disto ou daquilo. Ser apologista da modernização sim. Da competição sim. “Groupies” é para as bandas de música!

      Eliminar
  6. O que interessa ser rápido e não poder passar dos 120 140km na vida real, interessa sim a autonomia e o preço de carregamento, quanto fica cada carregamento? A picardia é boa para os outros construtores se chegarem há frente, mas no fim não vejo tempos vindouros há Tesla, 20s ou 1m antes queria um Porsche

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu queria um Lamborghini eléctrico, com
      1000km de autonomia, carregamento em 3 min, e a custar 5000€ (ou até 6000€). :)

      Eliminar
    2. Podes passar os 120km/h, dependendo do carro que tens, acredita que se carregares mais no acelerador o carro ultrapassa os 120 km/h. Depois é uma questão de unhas ou falta delas.
      Em relação à autonomia de um Tesla, só pode ser desconhecimento da tua parte, diz-me qual o carro com igual performance e com melhor autonomia. Não encontras!

      Eliminar
  7. É salutar haver estas picardias! É o que faz as coisas avançarem. Gostei do Musk ter tomado uma atitude. Está na hora de se pôr em causa os métodos tradicionais, as marcas de sempre os combustíveis poluidores, seja a carburar no motor do automóvel, seja no gerador que carrega o eléctrico. Quero ver este e outros recordes a cair!

    ResponderEliminar
  8. É tudo muito lindo mas não é só dizer que os carros são eléctricos, como é gerada a electricidade para os carregar? Pois muita dessa energia utiliza combustível fóssil pois a tesla carrega os seus popós com geradores a gasóleo, ser energia limpa só nos senhores críticos que não querem ver!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens consciência que a Tesla, só por acaso, também fabrica painéis solares? E que em muitos países (incluindo Portugal), já temos muitos dias em que as energias de fontes renováveis já sao suficientes para dispensar as fontes poluentes? É esse o caminho a seguir...

      Fazes lembrar aquelas pessoas que estão chocadas por terem morrido meia-duzia de pessoas com os cigarros electrónicos... e que parecem esquecer-se que o cigarros "não-electrónicos" matam 8 milhões por ano.

      Eliminar

[pub]