2021/04/06

Notícias do dia

Compras online com novas regras na Europa a partir de Julho; Supremo dos EUA dá vitória à Google no caso Oracle; Mercedes EQS com autonomia para 770 km; Google expande apps Android Auto; SpaceX cria SXPT em Portugal para serviço Starlink; e cuidado com emails de reembolsos fraudulentos do IRS.

Antes de passarmos às notícias de hoje, temos novo passatempo que esta semana te pode valer um smartwatch Zeblaze GTR.

Falta de chip de $1 está a duplicar preços dos ecrãs

O mundo dos chips electrónicos assistiu a uma "tempestade perfeita", em que problemas em tempestades de neve nos EUA e incêndios em fábricas no Japão, levaram à suspensão da produção, criando um efeito em cascata que agora está a afectar todos os sectores da indústria. Um dos casos diz respeito à falta dos pequenos chips que são responsáveis por converter a informação para os ecrãs - chamados "display drivers"; chips que habitualmente têm um custo de cêntimos, mas que sem os quais não se pode ter ecrãs; e consequentemente, sem ecrãs, não se podem criar dispositivos que os tenham.

Actualmente os prazos de entrega para estes chips (e outros) já superam os quatro meses, e o preço dos painéis LCDs já duplicou nos últimos meses. E o pior de tudo, é que ainda não há estimativa de quando é que as coisas poderão regressar à normalidade.


Samsung TV Plus prestes a chegar a Portugal

A Samsung anunciou que o seu serviço de streaming Samsung TV Plus irá ficar disponível em Portugal, dando acesso a uma série de conteúdos nas suas Smart TVs e nos seus smartphones.

A parte que será mais atractiva neste serviço é que, contrariamente à maioria dos serviços de streaming, se trata de um serviço gratuito. Mas também por isso, não esperem ter acesso a muitas mais coisas do que teriam em canais publicamente disponíveis na internet. Seja como for, é sempre mais uma opção para quem não souber o que quer ver e quiser revisitar os tempos do "zapping" a explorar canais.


WhatsApp prepara transferência do histórico de mensagens entre Android e iOS

O WhatsApp está finalmente a contemplar a sua modernização e dar resposta aos pedidos de muitos utilizadores que trocam de smartphones Android para iPhones ou vice-versa: a possibilidade de transferirem o histórico de mensagens de uma plataforma para a outra, sem necessidade de recorrer a serviços não-oficiais que podem por em risco as suas contas.

Infelizmente, por agora é uma promessa que é feita sem ser dada qualquer data prevista. Pelo que, quem precisar disso neste momento, continua a estar "encravado" - mas sabendo que, pelo menos, o WhatsApp estará a trabalhar nisso.


Espaço ocupado por documentos no Google Drive adiado 6 meses (para alguns)

A partir de 1 de Junho os utilizadores Google irão começar a ver o espaço no Google Drive reduzir-se mais rapidamente com o fim do espaço ilimitado para as fotos, mas essa alteração não afecta apenas as fotos e também irá contabilizar o espaço dos documentos (Google Docs, Sheets, Slides, Drawings, Forms, Jamboard) que forem criados ou modificados a partir dessa data. No entanto, há excepções.

Os utilizadores Google Workspace e G Suite terão mais meio ano para poderem criar documentos no Google Drive sem preocupações, já que para eles essa alteração só irá entrar em vigor a 1 de Fevereiro de 2022. A parte menos má é que, se tiverem dezenas ou centenas de gigabytes de documentos já feitos, em que não mexam, esses poderão continuar por lá sem ocupar espaço, desde que não os alterem a partir dessa data.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: O primeiro CPU produzido comercialmente foi o Intel 4004. Lançado em 1971, este CPU de 4-bits funcionava a 750 kHz e era constituído por 2250 transístores. Para comparação, um CPU moderno pode contar com 40 mil milhões de transístores e funcionar a mais de 5 GHz.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]