2021/05/28

Google Photos faz 6 anos e acaba com fotos ilimitadas gratuitas

O Google Photos está a celebrar o seu 6º aniversário, na véspera de uma das alterações mais significativas e menos apreciadas de sempre: o fim do espaço gratuito ilimitado para as fotos.

O Google Photos foi oficialmente apresentado a 28 de Maio de 2015 como serviço independente, mas as suas origens remontam ao desastroso Google+ (que podemos considerar que se redimiu por ter contribuído para dar origem a este serviço). O seu principal elemento de atracção, que irá perder já nos próximos dias, era o chamariz de poder guardar todas as nossas fotos, de forma ilimitada, desde que se estivesse disposto a perder um pouco de qualidade com a aplicação de compressão. Uma concessão que a maioria não se terá importado de fazer, e assim ir acumulando milhares e milhares de fotos ao longo dos anos, sem a preocupação de que tudo poderia desaparecer por causa de um smartphone avariado ou perdido, ou a necessidade de fazer backups regulares em casa (o que não deixa de ser recomendado, diga-se).

Ao longo dos anos muitas foram as melhorias que foram sendo feitas ao Google Photos, a nível da sua capacidade de gerar álbuns automaticamente, corrigir fotos "de lado" ou com problemas de iluminação, ou até criar pequenos vídeos e montagens com efeitos 3D. Mais recentemente, as capacidades de edição de fotos têm sido melhoradas, e ganho outras coisas como reconhecimento de texto no desktop, embora algumas coisas também comecem a ficar bloqueadas e acessíveis apenas a quem pagar pelo serviço Google One. Algo que poderá tornar-se indispensável em breve.

O Google Photos deixa de ter fotos ilimitadas gratuitas a 1 de Junho - com todas as novos fotos e vídeos a subtraírem ao espaço que se tiver na cloud da Google.

Um salto ao Google Storage dá-nos uma estimativa de quanto anos deveremos ter até preencher o espaço disponível, com o espaço ocupado pelas fotos guardadas até ao momento a não ser contabilizado. Temos também ferramentas para ver que fotos ou vídeos estão a ocupar mais espaço, caso seja necessário libertá-lo.
Considerando que por 29.99 euros por ano podemos adicionar 200GB de espaço Google, o Google Photos continuará a ser uma opção perfeitamente válida para o futuro, especialmente por quem já se habituou a deixar que o Google Photos "trate de tudo" em termos da gestão e organização das suas fotos; e onde também temos as impressionantes capacidades de pesquisa (já por várias vezes me salvaram imenso tempo, incluindo em pesquisas tão incomuns como "tires" para encontrar umas fotos tiradas a umas jantes).

Será o fim de uma era no Google Photos, que muito jeito terá dado à Google em termos de ter acesso directo a milhares de milhões de fotos para treinar os seus sistemas de machine learning. Mas, já sabemos que nestas coisas dos serviços online as coisas não duram para sempre... e ainda menos quando se tratam de serviços gratuitos ou que prometem ser "para sempre".


Quem não concordar com a alteração poderá sempre transferir todas as suas fotos do Google Photos para um NAS, ou então ir usando o espaço limitado gratuito da sua conta Google, e até lá decidir o que irá fazer.

12 comentários:

  1. Fantástico como se multa um retalhista por dumping. Técnica usada para "aniquilar" concorrência. E a Google faz o que quer e lhe apetece. Matou a concorrência toda e agora aumenta os preços.

    ResponderEliminar
  2. Um dos dias menos desejados de sempre... 😣😣😣

    ResponderEliminar
  3. Ou adere ao Amazon Prime, e pode guardar todas as suas fotos lá. Por 36€/ano, tem essa e muitas outras vantagens.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isso é como deixar de dar o cú ao ronaldo para dar o cú ao maradona.

      não deixas de dar o cú

      o caminho é selfhosting.

      FreeNAS, yunohost ou alguma variação destes

      Eliminar
    2. Inês, "cu" não leva acento... :-)

      Eliminar
  4. Pelo menos os 6 anos de fotos e videos que lá temos podem ficar para sempre sem necessidade de pagar mensalidades e sem ocupar espaço na nossa conta.
    Para quem quer continuar a poder fazer backup das fotos e videos do telemóvel para o Google Photos sem que seja contabilizado como espaço ocupado, pode comprar um smartphone Google Pixel que apesar de já não terem o espaço ilimitado para fotos e videos de qualidade original, continuam a ter espaço ilimitado para fotos e videos com a compressão que se usava para os outros smartphones (que lhe chamavam "alta qualidade"). Convém é ter em conta que mesmo os Pixel têm uma data limite a partir da qual as novas fotos e videos passam a ser contabilizados (não as que já lá estão mas as que forem guardadas depois dessa data) normalmente são 2 ou 3 anos que depois do lançamento do respectivo Pixel...

    ResponderEliminar
  5. Não há almoços grátis,
    mas nestes 6anos grátis, certamente já muito comeram...

    Deviam era agradecer...
    Os serviços têm de ser pagos, qual é a novidade ?

    Habituaram-se mal...

    Vocês trabalham, dão serviços de graça ?

    ResponderEliminar
  6. Eu quero é que as photos do Google photos se fo3dam. Então um gajo quando compra um telemóvel e tira fotos que guarda no nosso telemóvel só porque depois as fotos ficam guardadas também no Google fotos esses fdp da Google vêem dizer que as fotos ocupam espaço? Eu quero mais é que a Google se fo3da.....Eles apoderam-se de fotos pessoais e depois vêem dizer que somos nós que ocupamos espaços num servidor qq do qual Eu não pedi para colocarem là. Que raio é esta mdr. Há qq coisa nisto que cheira mal, mas o cheiro vem da Google. Tenham vergonha. São piores que políticos. Na minha terra isso tem um nome. Ladrões. São eles que roubam as fotos é depois dizem que somos nós que temos de pagar para ter as fotos armazenadas. Eles é que deveriam ser multados e condenados por armazenarem as nossas fotos sem nosso consentimento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desinformação. Eles só guardam as fotos se ativares essa opção.

      Eliminar
    2. Só vão ocupar espaço as fotos que guardares lá depois de 1 de Junho, as que já lá estão não vão contabilizar para o espaço, e caso nunca tenhas activado o backup do Google Photos não estás a guardar lá nenhuma foto ou video, por isso não te esqueças de fazer o backup na véspera de perderes, avariar ou roubarem-te o telemóvel :P

      Eliminar
  7. Rui Santos só tem acesso às fotos e as guardam se aderires cópia de segurança...

    ResponderEliminar
  8. Credo. Há aqui comentários que parecem do Facebook. Leiam! A) o que lá está, ao contrário do que se diz nos media, não vai ser pago. Apartir de agora o que for feito upload passa a contar para o espaço gratuito. Só quando encher esse, é que se quisermos mais tempos que pagar
    B) só vão para lá fotos se tivermos activado a opção de backup. Eu tenho e terei sempre. Isto será das melhores coisas, em conjunto com o Gmail, que a Google inventou
    C) nos comentários sugerem alternativas... Que além de serem mais caras, são imensamente piores.
    D) selfhosting? Lol. Nunca, mas nunca mais recuperam o investimento. Aliás, o consumo energético de um nas é superior ao custo do Google One ( na opção normal) quanto mais o retorno do investimento. E não falemos de backups, redundância, etc
    E) lei da coisa: quando um produto é gratuito, somos o produto. Quem usar serviços em condições? Paguem. Ou, como dizia alguém acima, também gostam de trabalhar de borla?
    Beijinhos e abraços

    ResponderEliminar

[pub]