2022/03/11

Notícias do dia

Code Verify reforça segurança do WhatsApp na web; NOS lança cartão Pipoca Lovers para pipocas durante 1 ano nos cinemas NOS; Twitter volta a impingir timeline sugerida em vez de cronológica; e Cloudflare activa auto-bloqueio de servidores na Ucrânia e Rússia.

Antes de passarmos às notícias, já temos novo passatempo semanal, que desta vez te pode valer um tapete para rato XL RGB.

Facebook abre excepções para post violentos sobre guerra Rússia-Ucrânia

A Meta diz que vai abrir um regime de excepção no Facebook e Instagram para permitir posts que apelem à violência contra os "invasores russos" ou a pedir a "morte de Putin" tendo em conta o contexto da invasão da Ucrânia.

No entanto, apenas se os mesmos forem feitos como "forma de expressão" e não como pedidos efectivos de morte contra alvos específicos - e apenas nos territórios da área do conflito. Vai ser interessante, para uma plataforma que já tem dificuldade em separar notícias falsas de notícias verdadeiras, ver como é que se vai sair a tentar diferenciar entre conteúdos ditos como desabafo ou como apelo efectivo.


Rússia poderá considerar Meta uma organização extremista

Como seria de esperar, esta medida da Meta não está a passar despercebida na Rússia, com alguns oficiais a pedirem que o Instagram seja completamente bloqueado no país - tal como já foi feito com o Facebook - e que a Meta seja designada como "organização extremista".

É algo que, independentemente das justificações dadas, provavelmente já estaria prestes a acontecer de qualquer forma.


Europa investiga possível cartel Google-Facebook na publicidade online

A UE vai abrir mais uma investigação sobre a Google e Meta / Facebook relativamente a um potencial acordo entre ambos para dominarem o sector da publicidade online.

O acordo designado por "Jedi Blue" remonta a 2017, quando o Facebook prepava uma plataforma publicitária para rivalizar com a Google, e que foi abandonada depois da Google fornecer acesso prioritário e privilegiado ao Facebook à sua rede de publicidade. Este acordo já está a ser alvo de investigação em alguns estados norte-americanos e poderá resultar numa multa astronómica para ambas as empresas, em ambos os lados do Atlântico.


Google acredita que tablets podem superar portáteis

Depois de ter passado anos a ignorar os tablets, a Google parece ter finalmente percebido o seu potencial. Pelo menos é que pensa Rich Miner, um dos co-fundadores do Android e que actualmente regressou com o título suspeito de "CTO of Android tablets".

Durante o mais recente episódio do The Android Show, refere que poderemos assistir a uma vaga de apps que foram pensadas de raiz para os tablets, passando os portáteis para segundo plano. Sim, o iPad tem demonstrado isso há vários anos, e vários parceiros da Google têm tentado dar resposta, é pena que só agora a Google pareça ter acordado para o assunto depois de ter ficado adormecida após o lançamento dos Nexus 7 e Nexus 10.




Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: O IRC (Internet Relay Chat) foi criado na Finlândia em 1988 por Jarkko Oikarinen para substituir um programa de chat na BBS OuluBox que funcionava na Universidade de Oulu. No ano seguinte já existiam mais de 40 servidores espalhados pelo mundo que permitiram que o IRC ganhasse uma popularidade acrescida durante a década seguinte.


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]