2022/09/21

Notícias do dia

Microsoft actualiza Windows 11 para 2022; portátil modular Framework lança edição Chromebook; Android 13 terá actualizações A/B obrigatórias; Logitech G Cloud Gaming Handheld com Xbox Cloud Gaming e GeForce Now; e Google vai centralizar tarefas no Google Tasks.

Antes de passarmos às notícias, não deixes de participar no nosso habitual passatempo semanal, que desta vez te pode valer um cubo de tomadas múltiplas com USB.

Twitch quer maior fatia das comissões

Não é fácil ver milhões a passar para os streamers, e por isso o Twitch anunciou que vai aumentar a sua comissão de 30% para 50% nos streamers que receberem mais de 100 mil dólares.

Se é certo que é um patamar que afectará apenas uma percentagem reduzida dos streamers, é um segmento que poderá fazer com que os streamers mais populares comecem a procurar alternativas. No caso de um streamer que recebe 500 mil dólares acima do patamar base dos 100 mil, esta alteração significa que em vez de receber 350 mil dólares passará a receber 250 mil dólares - o que é uma diferença substancial. Veremos de que forma o YouTube e outros serviços irão aproveitar isto para tentar cativar streamers; ou se por "mera coincidência" irão anunciar comissões idênticas, para que não haja alternativas para onde fugir.


Twitch é terreno fértil para predadores de crianças

Enquanto o Twitch se foca em aumentar as suas comissões, há quem alerte para o facto de se estar a tornar num campo de caça para predadores, que tiram partido da inocência das crianças que fazem streaming.

São muitas as crianças que são atraídas para o mundo do streaming depois de verem outras com os seus canais, e que se tornam presas fáceis para predadores que as tentam convencer a fazerem aquilo que eles quiserem ver. Para muitas delas, o simples facto de ter alguém que demonstra interesse, face à alternativa de ter zero pessoas a ver a sua emissão, poderá ser motivo suficiente para que se sinta motivada a aceder a esses pedidos, que facilmente podem escalar para situações ainda mais preocupantes - como pedir para passar para outro serviço de videochamada onde possa tentar levar as coisas mais além.

Para os pais, será indispensável manterem um controlo adequado sobre os serviços e apps que os filhos utilizam, e estar informado sobre os riscos da sua exposição em serviços de streaming, se for o caso.


Vontade do utilizador pouco altera algoritmo do YouTube

Um estudo da Mozilla revela que o impacto da vontade do utilizador, ao dizer que não quer ver determinado tipo de conteúdos, pouco afecta as recomendações que o YouTube continua a fazer. Fazer dislike de um vídeo ou dizer que não se está interessado, tem efeito quase nulo no aparecimento de conteúdos idênticos nas recomendações.

O YouTube diz que o seu objectivo é continuar a dar aos utilizadores um panorama global abrangente, para evitar que os utilizadores fiquem isolados numa bolha só com as coisas que querem ver; mas não sei até que ponto é que isso resultará quando as coisas que recomenda apenas contribuem para a estupidifcação dos utilizadores. Se um dia forem obrigados a revelar o seu algoritmo de recomendações, ainda acaba por se descobrir que a única coisa que interessa é maximizar o tempo que os utilizadores passam a ver vídeos, ignorando por completo aquilo que (não) querem ver.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: Os fatos de astronautas habitualmente utilizados para operações no exterior da ISS têm tanques de oxigénio que permitem respirar por 6 a 8 horas, com 30 minutos adicionais como reserva de emergência.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]