2019/10/08

Notícias do dia

Adobe desactiva contas de todos os utilizadores na Venezuela; Google obriga gestos de navegação standard no Android 10; Sony confirma PS5 para o Natal de 2020; nas promoções temos o repetidor WiFi Xiaomi e Pro a €6 e €10 respectivamente; análise ao televisor LG OLED 55E9; e ainda a cidade chinesa com 2.5 milhões de câmaras de vigilância que serve como demonstração prática de um estado "Big Brother".

Antes de passarmos às notícias, temos novo passatempo de gadget da semana que desta vez te pode valer uma smart bracelet ID115 Plus.

Tesla prepara ecrã "sem margens" para os seus automóveis



O gigantesco touchscreen tem sido uma imagem de marca nos automóveis da Tesla, e para a próxima geração a Tesla quer torná-los ainda mais atractivos, dispensando por completo as margens em redor do ecrã. Seguindo a tendência que temos visto nos smartphones, a ideia não é apenas reduzir as margens mas fazê-las desaparecer, e para isso não vai esperar que alguém o faça por si.

A Tesla pediu uma patente que refere um método com o qual se poderia fazer desaparecer a margem em redor do ecrã, recorrendo a películas "holográficas" - que eu interpreto como sendo uma forma de conseguir redireccionar a luz de pixeis para essas secções na periferia do ecrã sem necessidade de ter os pixeis fisicamente por baixo dessas secções. (No passado já vimos alguns fabricantes a recorrer ao efeito de lente curva nas margens laterais, para recriar o efeito "edge").

Sendo por agora apenas uma patente, é impossível prever se isto será algo que a Tesla já estará a testar ou a pensar implementar para o próximo ano. Mas que estão a pensar nisso, estão.


Apple esconde emoji com bandeira de Taiwan em Hong Kong



Os protestos em Hong Kong são um tema bastante "sensível" para a China, e quem por lá quiser andar tem que seguir as regras, ou fazer os possíveis por não irritar demasiado o governo chinês. É o que parece ter feito a Apple no seu iOS 13.1.2, fazendo desaparecer a bandeira de Taiwan (Formosa) dos emojis para quem tiver definido o país como Hong Kong.

Curiosamente, e ao contrário do que acontece na China, onde esse emoji está completamente inacessível, nos iPhones de Hong Kong continua a ser possível aceder à dita bandeira através de copy-paste, ou até das sugestões feitas pelo teclado. (Deverá ter sido lapso, a remover na próxima actualização.)


EUA bloqueiam empresas de vigilância chinesas



Os EUA adicionarem mais uma série de empresas chinesas à sua lista negra,desta vez referentes a empresas que fazem equipamento de vigilância, como a Hikvision e Dahua Technology, usando a desculpa de que fazem produtos que são utilizados para violar os direitos dos cidadãos.

Uma medida que até seria positiva, se não fosse apenas mais uma forma de pressionar a China na véspera de mais uma ronda negocial para um acordo comercial; e cuja legitimidade cai por terra quando os EUA continuam a vender milhares de milhões de dólares de armamento a países que também violam os direitos humanos. Enfim...


macOS Catalina sem iTunes estraga a vida aos DJs



O macOS é a ferramenta de trabalho de muitos DJs, mas que terão que pensar seriamente antes de fazer a actualização para o novo macOS Catalina. Esta versão diz o adeus ao iTunes (passando a adoptar o Apple Music), e com isso chega o fim das colecções organizadas em ficheiros XML que eram utilizados por inúmeros programas para DJs e músicos, como o Traktor e Rekordbox.

Para quem tiver listas organizadas com milhares de músicas, o melhor será adiar a actualização até que se certifique que tem forma alternativa de continuar a fazer as coisas que está habituado a fazer. Senão, arrisca-se a sofrer um grande revés, ao ver a actualização apagar-lhe o trabalho da organização das músicas feito ao longo dos últimos anos. (Também desaparece o suporte para apps de 32-bits, o que também pode afectar quem usar apps mais antigas...)


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]