2020/09/30

Notícias do dia

Google prolonga Meet ilimitado até Março 2021; Apple remove referência a earphones incluídos nos iPhone 12; Oppo prepara Smart TVs 4K de 120Hz; Google Messages com classificação automática de SMS nos Android; e caso Epic vs Apple poderá arrastar-se durante anos nos tribunais.

Antes de passarmos às notícias do dia, temos novo passatempo gadget da semana, que desta vez te pode valer um selfie-stick com anel LED para garantires as melhores imagens. Sendo final do mês, é também o momento ideal para aderirem ao nosso Clube AadM+ que te pode valer prendas exclusivas: este mês, um smartwatch curvo Amazfit X.

Semana de tele-trabalho preferida dos portugueses: 2 dias remoto e 3 dias presencial



Com o aumento de casos do Covid-19 a obrigar muitas empresas a repensarem o trabalho remoto a partir de casa, chega-nos o resultado de um inquérito que visa averiguar qual seria o horário semanal de trabalho para os portugueses. Realizado pela Hays e com a participação de 607 pessoas, a vitória com 26.9% dos votos foi para a semana de tele-trabalho dividida por 2 dias em tele-trabalho remoto e 3 dias em trabalho presencial.


No entanto, a diferença não foi muita para os que preferiam trocar esses dias, com 3 dias em tele-trabalho e apenas 2 dias em trabalho presencial (24.3%); logo seguido dos que preferiam 4 dias em tele-trabalho e apenas 1 dia presencial (19.4%).

Curiosamente, no patamar seguinte temos praticamente um empate entre campos completamente opostos, entre os que prefeririam a semana toda em tele-trabalho (10.2%) e os que preferiam 4 dias presenciais e apenas 1 em tele-trabalho (10.4%). E por fim, com 6.9%, os que preferem a semana toda presencial; seguidos de 1.8% que preferiria fazer a divisão de presencial e remoto entre as manhãs e tardes.


Facebook lança Account Center para facilitar gestão de contas


Com um número crescente de serviços e definições, o Facebook tenta facilitar a vida aos utilizadores com um novo Account Center com o qual visa facilitar a gestão integrada das contas através dos variados serviços, como o Facebook, Instagram e Messenger, e serviços como o Facebook Pay e Single Sign On.

As definições do Facebook há muito que são um autêntico labirinto, onde dificilmente se consegue dar com aquilo que se pretende fazer; e onde ao tentar fazê-lo se descobrem muitas mais opções que nem sequer se sabia que existiam. Embora o FB tenha tentado simplificar as coisas com diversas remodelações ao longo dos anos, temo que por esta altura já seja aquilo que se pode considerar uma "missão impossível" - e o mais assustador é pensar que isso pode ser deliberado, para que os utilizadores nem sequer percebam muito bem aquilo que é feito nos bastidores.

Nesse esforço de interligação de serviços, também passa a ser possível combinar o Instagram com o Messenger.


eCooltra lança tarifa mensal fixa em Lisboa



A eCooltra, serviço de scootersharing eléctrico, lançou o primeiro serviço de tarifa mensal para os clientes de Lisboa. Por €30 mensais e sem fidelização, os utilizadores têm 30 minutos diários grátis para se deslocarem pela cidade.

Com a tarifa LISBOA30, os clientes receberão €7 de saldo grátis, o equivalente a 30 minutos de viagem, todas as noites às 23h, que poderão utilizar durante as 24 horas seguintes. Os clientes poderão obter a tarifa LISBOA30 a partir da app e a cada 30 dias após a activação é renovada de forma automática. Este serviço não tem fidelização, bastando contactar a empresa através de email para cancelar. Os minutos não utilizados não são acumuláveis para os dias seguintes.


Hacker publica informação privada de 320 mil alunos por ransomware não pago



Cumprindo a ameaça de que revelaria a informação dos alunos caso um agrupamento escolar nos EUA infectado por ransomware não pagasse o valor pedido, o hacker (ou hackers) publicou na internet dados privados de 320 mil alunos, incluindo números de segurança social, avaliações e muito mais.

As escolas têm sido um dos alvos preferenciais para este tipo de ataques, com muitas a optarem por pagar os valores pedidos, que vão dos 25 mil aos 200 mil dólares, para evitarem atrasos e interrupções. Agora, passam também a ter que considerar a exposição dos dados dos clientes, que fica demonstrado ser uma ameaça para levar mesmo a sério, e não apenas um "bluff" para os pressionar.


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]