2021/04/08

Notícias do dia

OnePlus 9 Pro com problemas de aquecimento - mas pode ser falso alarme; Starlink vai ter mensalidade única de acesso ao serviço; Raspberry Pi avisa Microsoft nas actualizações e há quem não goste; análise ao rato Corsair Sabre RGB Pro; Nokia 8.1 e 2.3 recebem Android 11; e como o Facebook e Google atormentam pessoas com memórias passadas.

Antes de passarmos às notícias de hoje, temos novo passatempo que esta semana te pode valer um smartwatch Zeblaze GTR.

Facebook não vai avisar utilizadores do "leak" dos telefones

Recentemente foi exposta informação de 533 milhões de utilizadores do Facebook, na maior parte dos casos contendo os seus números de telefone - que já estão a dar origem a novas campanhas de phishing com mensagens personalizadas - mas o Facebook continua a insistir no pormenor técnico de que não foi "hacking" e que, por isso, não irá notificar os utilizadores.

Uma vez que esta informação foi recolhida abusando de uma funcionalidade que visava facilitar o processo de encontrar amigos através dos números de telefone - e que os atacantes exploraram procurando por "amigos" com todos os números de telefone possíveis - não entra oficialmente na categoria de roubo de dados por hacking. E adicionalmente, o Facebook diz que, como já não havia nada que pudesse ser feito, não valia a pena avisar os utilizadores afectados. Veremos se continua a ter essa opinião, quando enfrentar novo processo nos tribunais, com vários políticos de diversos países a fazerem parte da lista das pessoas que ficaram com os seus números de telefone expostos.


Google Play Store livra-se do menu lateral

A Google está a remodelar ligeiramente a Play Store, e a alteração mais visível de imediato é o desaparecimento do botão "hamburguer" de acesso ao menu lateral. Agora, o acesso às funções e definições passa a ser feito clicando no icon do utilizador - que anteriormente dava apenas acesso às informações da conta. Os settings passam a ter também secções que podem ser expandidas ou comprimidas, para facilitar a navegação.

Também foram feitas alterações na apresentação dos resultados nas pesquisas de apps, com a apresentação de uma app em destaque com mais informações, ocupando maior área do ecrã, e com nova secção de publicidade (não podia deixar de ser, não é?)


Produção de MacBooks e iPads sofre com falta de chips

Nem a Apple consegue escapar à falta de chips e isso já começou a afectar a produção de MacBooks e iPads, demonstrando que ninguém consegue escapar a este "ano negro" para a indústria electrónica e todas as que indirectamente lhe estão ligadas (como o sector automóvel e muitos outros).Isto significa que também a produção da próxima geração de iPhones poderá vir a ser afectada, impedindo o regresso à normalidade depois dos iPhones 12 também terem sofrido atrasos por causa da transição para o 5G.

Por norma a Apple estará no topo da lista dos clientes preferenciais tendo em conta o volume de componentes que utiliza, o que a deixa em melhor posição para obter os componentes que precisa, mas nem sequer esse estatuto lhe permite ter acesso a chips quando eles simplesmente não existem.


Facebook vai identificar páginas satíricas

Vivemos tempos curiosos, em que se chega ao ponto de não se conseguirem distinguir conteúdos verdadeiros de conteúdos falsos, nem tão pouco se esses conteúdos falsos têm más intenções ou não. Depois de ter contribuído para se chegar a este ponto, o Facebook vem agora tentar "resolver" o problema, acrescentando a indicação de páginas satíricas nas publicações, para que se torne mais fácil distinguir o que é o quê.

Para além das indicações de páginas satíricas, também haverá referências para páginas de fãs (para as distinguir de contas oficiais), e de representantes do governo. Mas, talvez se se tivesse limitado a deixar que cada utilizador apenas visse aquilo que decidiu seguir, em vez de tudo o Facebook acha que é de interesse, talvez não tivesse sido necessário chegar a este ponto.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: A linguagem de programação BASIC (Beginners' All-purpose Symbolic Instruction Code) foi criada por John G. Kemeny e Thomas E. Kurtz em 1964. Tinha por objectivo ser tão fácil de utilizar que permitisse que alunos de outras áreas pudessem usar computadores para as suas tarefas.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]