2021/07/22

Notícias do dia

Google convida Apple a aderir ao RCS e abandonar os SMS inseguros; Clubhouse já disponível para todos sem necessidade de convites; Zoom Apps expandem o que se pode fazer no Zoom; Twitter testa botões de "descontentamento"; Google unifica backups Android; e lista de alvos do spyware do NSO Group inclui presidentes e primeiros-ministros.

Antes de passarmos às notícias de hoje, já temos novo passatempo gadget da semana que desta vez te pode valer um powerbank Addtop de 26800 mAh.

Andante com pagamentos wireless no Porto

Quem quiser utilizar os transportes públicos no Porto já não terá que se preocupar com carregamentos do cartão Andante ou ter que andar a contar trocos. A partir de agora passa a ser possível fazer o pagamento directo usando um cartão contactless de débito ou crédito, para todos os efeitos transformando qualquer cartão de pagamento contactless num substituto do Andante.

Em colaboração com a Visa, o Andante, introduz os pagamentos contactless nos transportes públicos do Porto, num projecto piloto que integra a Linha Violeta (E) do Metro do Porto (que serve o Aeroporto Internacional do Porto) e os autocarros da linha 500 da STCP. Os utentes vão poder pagar a sua viagem tocando simplesmente com o seu cartão de débito, crédito, cartão pré-pago ou dispositivo de pagamento contactless nos validadores com o símbolo contactless. Isto significa que não é necessário ter dinheiro em numerário, esperar nas filas para adquirir títulos de transporte ou perder tempo a descobrir onde comprar.

Não será tão eficiente quanto as viagens de borla, mas é um excelente avanço de qualquer forma.


Amazon expande capacidades visuais da Alexa

A Amazon está a reforçar as capacidades da Alexa e a dar novas opções aos developers de tirarem partido do ecrã dos Echo Show, para que o seu ecossistema Alexa + Echo melhor possa competir com os smart devices Google Assistant com ecrã.

Existem novos widgets que permitirão tirar melhor partido dos ecrãs dos Echo Show, e a Alexa passa a poder fazer coisas como localizar objectos perdidos (com trackers de localização), integração com serviços de entrega de comida, sugestões proactivas, transferência de actividades iniciadas com a Alexa para o smartphone, e muito mais. Só falta que a Amazon comece a enviar os seus Echo para Portugal sem que seja necessário recorrer a métodos alternativos.


Instagram com controlo de conteúdos "sensíveis"

Os utilizadores do Instagram passam a ter uma nova opção para restringir ainda mais a visualização de conteúdos "sensíveis", sem que tenham que a bloquear totalmente. O novo ajuste de conteúdos sensíveis permite que cada utilizador escolha se quer ver todo o tipo de imagens, incluindo imagens potencialmente chocantes ou perturbadoras (dentro dos limites permitidos pelo Instagram), escolhar ver menos desse tipo de imagens, ou reduzir ainda mais a visualização das mesmas.

Os utilizadores menores de 18 anos não terão acesso à opção de ver todos os conteúdos, ficando automaticamente na categoria de imagens limitadas no primeiro grau, mas podendo reduzir ainda mais a sua exposição se assim o entenderem. Curiosamente, não sei porque o Facebook não aproveitou a oportunidade para colocar ali a opção "recusar completamente" este tipo de imagens.


Encurtadores de URLs tentam infectar Androids e iPhones

A ESET descobriu uma campanha que utiliza serviços maliciosos de encurtamento de URLs para direccionar os visitantes para páginas que incentivam o download de apps maliciosas, ou que recorrem a uma táctica de eventos spam no calendário para tentar assustar os utilizadores.

A táctica dos eventos é particularmente curiosa, pois tenta convencer os utilizadores a aceitarem a subscrição de um calendário chamado - e vejam só - "Click Ok to continue", que adiciona dezenas de eventos por dia a indicar que o smartphone está em risco e a recomendar a instalação de apps maliciosas para se "protegerem", ou a visita a sites que dão continuidade à tentativa de os assustar e levar a clicar em coisas que não deveriam.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: Embora as origens dos LEDs remontem a 1927, só em 1961 foi criado o primeiro LED de luz visível (cor vermelha) que deu início à revolução nos sistemas de iluminação. Ao longo das décadas seguintes foram feitos avanços que nos foram trazendo LEDs amarelos, verdes, e por fim os "difíceis" LEDs azuis e UV.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]