2021/10/14

Notícias do dia

Modalidade mais económica UberX Saver chega a Lisboa; Google Driving Mode com activação via Bluetooth; TicWatch Pro 3 Ultra GPS chega com ecrã 2-em-1; Acer ConceptD 7 SpatialLabs Edition vem com ecrã 3D esteroscópico com eye-tracking; Canva ganha editor de vídeo na web; e Tesla tem que explicar procedimentos à NHTSA.

Antes de passarmos às notícias de hoje, não deixes de participar no passatempo gadget da semana que desta vez te pode valer um Ganha um tapete para rato XL RGBtapete para rato XL RGB cheio de estilo.

Apple recolhe 75% dos lucros nos smartphones

Embora a Apple goste de repetir incessantemente que está longe de ter uma posição dominante, a verdade é que embora não a tenha em volume (vendendo 13% dos smartphones) a tem a nível dos lucros, conseguindo uns impressionantes 75% dos lucros do sector.

Entretanto, a grande beneficiada com a saída de cena da Huawei é a Xiaomi, que neste último trimestre conseguiu superar a Samsung em volume, mas curiosamente - ou não - isso pouco se fez notar nas suas receitas, seguramente devido a ter uma margem de lucro por equipamento bastante inferior à Samsung e Apple.


Facebook corta acesso nos grupos internos

Apesar de dizer que tudo faz pela transparência, uma das primeiras reacções do Facebook ao caso da denunciante Frances Haugen está a ser precisamente em sentido contrário. Muitos funcionários estão a ser surpreendidos por perderem acesso aos grupos de conversação internos da empresa, que passaram a ser marcados como "privados".

O Facebook diz que se trata apenas de um "ajuste", e que há grupos em que não faz sentido que todos os funcionários tenham acesso, devendo manter-se com acesso mais restrito aos funcionários que estão directamente ligados a essas áreas, como as relacionadas com a segurança, combate a manipulação de eleições, etc.


Domínio de AI da China é bastante limitado

Contrariando os relatos preocupantes de que a China levaria um avanço considerável nos sistemas de Inteligência Artificial (A.I.) há quem refira que os avanços que a China tem feito nesta área têm sido num sector bastante limitado: o do reconhecimento de imagem para análise das câmaras de vigilância com as quais mantém um olhar atento sobre os seus cidadãos.

Esses sistemas embora impressionates, estão longe de poder ser considerados uma ameaça face aos projectos de AIs mais generalistas que têm sido desenvolvidos no ocidente, como o MT-NLG - e deixando-nos ainda muito longe de um cenário de "guerra de AIs" em que um qualquer país possa tirar partido dessa suposta inteligência artificial para obter uma vantagem substancial sobre os seus inimigos.


Câmaras Ring valem indemnização de £100K a vizinha

No Reino Unido, uma senhora levou os seus vizinhos a tribunal depois destes terem instalado câmaras Ring em redor da sua casa, considerando que violavam a sua privacidade. Apesar de terem dito que era para efeitos de protecção (depois de uma tentativa de roubo do seu carro) e de que as câmaras apenas apanhavam os locais de estacionamento onde costumava parar (o que era falso, apanhando também a propriedade da vizinha), o juiz deliberou a favor da queixosa, que agora pode receber uma indemnização de 100 mil libras - e abrir o precedente para uma vaga de queixas idênticas.

Serve o caso para alertar que também por cá temos regras bem apertadas quanto ao uso que se pode fazer de câmaras de vigilância. Embora não deixe de ser curioso que neste caso do Reino Unido se tenha a particularidade de ser um dos países ocidentais que mais câmaras utiliza para monitorizar os seus cidadãos.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: A Netflix foi fundada em 1997, na altura focando-se na venda e aluguer de DVDs enviados pelo correio - evitando a necessidade de deslocação a um videoclube.

2 comentários:

[pub]