2018/07/18

Notícias do dia

Google enfrenta multa de €4.3 mil milhões na UE devido ao Android; os CTT fazem acordo com China Post para envios da China; o Corel PhotoMirage transforma fotos em fotos animadas; o RasPiO Night Light é uma luz nocturna programável que chegou ao Kickstarter; o VirtualLink quer um único cabo USB-C para os óculos VR; e os vidros dos iPhones de 2018 confirmam os 3 tamanhos e margens reduzidas.

Antes de passarmos às notícias de hoje, relembro que já está escolhido o livro FCA que iremos oferecer ao longo desta semana: "Windows Server 2016 - Curso Completo".

Novo MacBook Pro com Core i9 é mais lento que Core i7 devido a aquecimento



Parece que a Apple não fez o trabalho de casa ao criar os mais recentes e potentes MacBook Pro, com a versão equipada com o Core i9 a revelar-se mais lenta de que a versão com um i7, devido ao aquecimento excessivo e consequente redução da velocidade do CPU.


Um teste feito no Premiere Pro mostra que um clip que demora 35 minutos a ser processado num MacBook Pro i7 aumenta para os 39 minutos num MacBook Pro i9; e que a suspeita do factor temperatura é confirmado, pois repetindo o teste com o portátil metido no congelador reduziu o tempo para apenas 27 minutos.

Seria de esperar que a Apple se tivesse certificado que, ao colocar um Core i9 num dos seus MacBooks, tivesse tido o cuidado de garantir que o mesmo iria poder ser utilizado da melhor forma - e não acabar com prestações inferiores às que se têm com um MacBook com um CPU menos potente.


Google responde à multa de €4.3 mil milhões Europeia



A Google já veio responder oficialmente à maior multa de sempre da UE, dizendo que o Android não impede a concorrência e que, pelo contrário, tem promovido um número muito maior de opções e alternativas.

Como seria de esperar, a Google esquiva-se às questões directamente apontadas pela UE, dizendo apenas que os fabricantes têm a liberdade de usarem outros "Android" (como a Amazon faz) e de instalarem apps adicionais nos seus smartphones; mas não sendo especificamente esses os pontos que levaram a UE a avançar com a multa. Como disse, parece-me que tudo isto poderia ter sido evitado com uma simples pergunta no processo de configuração inicial, a dar algumas opções diferentes de browsers e motores de pesquisa... e não se tinha chegado a este ponto.


iOS 11.4.1 está a impedir actualização de apps



Nem mesmo perante a chegada iminente do iOS 12 o iOS 11 se consegue ver livre da sua fama de iOS problemático e com bugs. A mais recente versão do iOS 11.4.1 parece estar a impedir a actualização de apps para inúmeros utilizadores, que são confrontados com mensagens de que a app não pode ser instalada, ou de que a app não foi instalada via App Store e precisa ser reinstalada manualmente.

Outros queixam-se que as apps actualizadas ficam em modo de crash contínuo, ficando completamente inutilizadas, obrigando à sua remoção e reinstalação... até que uma nova actualização volta a repetir todo o processo. Felizmente no meu caso ainda não me deparei com nenhum destes bugs, mas fica o alerta feito.


Instagram ganha autenticação 2-factor sem SMS


A utilização de SMS ou números de telefone para autenticação é, nesta altura, considerado um factor de risco, e quem levar isso bem a sério gostará de saber que o Instagram vai permitir a utilização de autenticação 2-factor sem usar SMS, recorrendo a apps de autenticação standard como as que já poderão utilizar para proteger a conta da Google, Microsoft, etc.

Isto porque o processo de um hacker se apoderar do número de telefone da vítima é algo bem mais simples do que se possa imaginar, e os processos de autenticação por essa via tornam-se no vector de ataque em vez de serem os factores de protecção acrescida que se esperariam...


Curtas do dia


Resumo da madrugada

1 comentário:

  1. Nunca se viu a Apple a dar tantos tiros nos pés como agora... é pena...

    ResponderEliminar

[pub]