2019/02/22

Notícias do dia

Safari no iPhone facilita a partilha de títulos falsos de notícias; WinRAR teve bug crítico durante 20 anos; espreitamos os carregadores USB-C Aukey PA-Y10 e PA-Y18 com Power Delivery 3.0; o Facebook para Android já pode aceder à localização apenas quando se usa a app - e compromete-se a encerrar o Onavo; e ainda a ameaça dos operadores nacionais de aumentar preços se Anacom aplicar limites às quebras de fidelização.

Esta semana temos para oferecer um versátil candeeiro LED recarregável multifuncional; e aproveito ainda para relembrar que o nosso habitual meeting mensal é já este sábado.

BMW e Daimler juntam-se para combater a Uber



O futuro da mobilidade pessoal está prestes a sofrer grandes revoluções, e a BMW e Daimler não querem ficar para trás. Estes gigantes da indústria automóvel fizeram uma parceria para criar soluções abrangentes de mobilidade, que passam por sistemas de veículos partilhados, ride-hailing, carregamento, estacionamento, etc. Um investimento conjunto de mil milhões de euros e um sinal claro de que estão conscientes de que serviços como a Uber e os automóveis autónomos poderão fazer com que o conceito de ter "carro próprio" fique obsoleto nas próximas décadas.

  • REACH NOW - a app global de transportes, que permitirá seleccionar o destino e dar opções de como lá chegar, com vários métodos de transporte à disposição, tratando também do pagamento unificado, quer se utilize táxi, aluguer de bicicleta, car-sharing, etc.
  • SHARE NOW - app de partilha de automóveis, permitindo alugar automóveis. A Daimler e BMW dizem já ter mais de 20 mil veículos disponíveis em 31 cidades, que pretendem expandir no futuro.
  • PARK NOW - serviço que facilitará encontrar, reservar e pagar pelo estacionamento, minimizando o congestionamento causado pelos carros que circulam em busca de um lugar onde possam parar.
  • FREE NOW - serviço "anti-Uber", com táxis, motoristas privados e até scooters eléctricas à disposição. Conta já com 21 milhões de clientes na Europa e América do Sul.
  • CHARGE NOW - facilitará encontrar postos de carregamento, identificar se são gratuitos, e também fazer a gestão do pagamento caso aplicável. Conta já com estações de carregamento em 25 países.





Samsung vai permitir reconfigurar botão Bixby também nos smartphones anteriores



Na apresentação do Galaxy S10 a Samsung revelou que iria permitir aos utilizadores reconfigurarem o botão Bixby para chamarem qualquer app à sua escolha, ficando no ar a dúvida sobre se isso seria um exclusivo do S10. Felizmente não o é, com a Samsung a anunciar que esta mesma funcionalidade irá chegar também aos Galaxy S8, S9, Note 8 e Note 9, na actualização para o Android Pie.

É da maneira que muitos poderão começar a dar uso ao botão sem necessidade de recorrerem a apps não oficiais.


OLX cria "ponto de encontro" no Alegro de Alfragide



Sabendo-se que muitos negócios no OLX acabam por ser finalizados com a entrega em mão, o OLX criou um ponto de encontro físico no centro comercial Alegro em Alfragide, como forma de facilitar essas transacções.

... Não deixará de ser uma forma adicional destes espaços comerciais rentabilizarem as suas áreas; mas acaba também por ser vantajoso para os utilizadores. Vamos esperar para ver se a ideia se alastra a outros centros comerciais.


Polícia nos EUA recorre cada vez mais a dados de localização generalizados



Saber por onda andou um criminoso ou suspeito é um factor primordial para as investigações policiais, mas nos EUA a polícia está a ganhar o hábito de lançar uma rede bastante mais alargada, pedindo a empresas como a Google que forneçam uma lista de todos os utilizadores que estiverem perto de determinado local a determinadas horas.

Escusado será dizer que é algo bem diferente de pedir para verificar se o suspeito X esteve em tal lugar; e que potencia o arrastamento de cidadãos inocentes para situações complicadas, apenas por terem estado "no local errado na hora errada". (E infelizmente não faltam casos de condenações erradas nos EUA...)


Apple pode começar a migrar Macs para os seus CPUs ARM em 2020



Depois de ter recolhido os benefícios de criar os seus próprios chips para os iPhones e iPads, a Apple poderá começar a fazer o mesmo para os seus computadores já a partir do próximo ano, naquilo que constituiria mais um rude golpe para a Intel. Transitar de CPUs Intel para os ARM da Apple nos Macs não será um processo fácil, mas a Apple já demonstrou estar a trabalhar nesse sentido, anunciando uma ferramenta que permitirá converter apps iOS para Mac.

Os anos de experiência que a Apple acumulou a desenvolver os chips dos iPhones e iPads dão-lhe toda a capacidade para conseguirem criar chips com desempenho muito superior, ao remover os constrangimentos desses formatos e os adoptar em máquinas que têm baterias de maior capacidade e podem contar com ventilação. Não menos interessante, será ver como o mercado irá reagir... e se outros fabricantes ficarão tentados a seguir o mesmo caminho - o que deixaria a Intel numa posição complicada.


Curtas do dia


Resumo da madrugada


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]