2019/05/31

Notícias do dia

Uber vai começar a expulsar clientes com baixa pontuação; Samsung Galaxy Note 10 poderá abandonar botões físicos e ficha de headphone; Google Maps ganha radares e limites de velocidade em Portugal; PCIe 5.0 está finalizado e vai permitir transferências a 64GB/s; e ainda um teste de consumo dos automóveis eléctricos que deu a vitória ao Tesla Model 3.

Antes de passarmos às notícias do dia, no passatempo "gadget da semana" podes ganhar um cabo USB com localizador GPS integrado. Sendo final do mês, é também a altura ideal para aderires ao Clube AadM+ que este mês ofereceu um Huawei Watch 2; e temos ainda alguns livros FCA para te dar.

Tesla Model 3 "made in China" começa nos 42600 euros



Depois de alguns dias a brincar com o preço, a Tesla revelou que o Model 3 fabricado na China será vendido no território por 328 mil yuan (cerca de 42600 euros), representando uma poupança de 6300 euros face ao Model 3 importado dos EUA, e mantendo a autonomia de 460 km.

Uma vez que estes modelos serão fabricados na China, a Tesla fica protegida contra a aplicação de taxas adicionais às importações dos EUA decorrentes do actual clima de guerra comercial entre ambos os países. Se bem que ainda será necessário esperar entre 6 a 10 meses até que os primeiros Model 3 chineses comecem a sair da linha de montagem e a chegar à mão dos clientes. Em Portugal, o preço base do Model 3 mais económico é de 48900 euros (que atira o preço efectivo a pagar para perto dos 50 mil euros).


Huawei MediaPad M6 chega com Kirin 980



O sector dos tables Android está longe de ser tão movimentado quanto o dos smartphones, mas a Huawei continua a apostar na sua gama MediaPad. O MediaPad M6 passa a contar com o mais recente Kirin 980 da marca e chega em duas versões com ecrãs de 8.4" e 10.7" (ambos com 2560x1600) e margens mais reduzidas. As baterias serão de 4500mAh e 7500mAh respectivamente.

Agora resta saber se, com toda a incerteza referente à "guerra" com os EUA, a Huawei fará chegar estes tablets ao ocidente, sabendo-se que a família MediaPad é/era bastante apreciada. Como curiosidade adicional, estes modelos deixam de ter um botão físico de power.


Óculos de realidade aumentada Nreal vão custar $499



Os óculos de realidade aumentada têm o potencial para transformar a forma de interacção com os dispositivos electrónicos e a Nreal quer estar na linha da frente dessa revolução. Os seus óculos, que foram revelado no início do ano e se destacaram por terem um aspecto surpreendentemente "normal", vão custar apenas $499 - o que é um preço bastante aceitável para uns óculos de realidade aumentada que contam com um Snapdragon 855.

Estes óculos são capazes de projectar uma imagem Full HD com um campo de visão de 52º sobre o mundo real, e inicialmente tinham um preço indicado de mil dólares, pelo que a redução para metade é significativa (mas, continuará a ser crítico o software disponibilizado para tirar partido dele.)


Huawei P30 Pro e P30 ganham DC Dimming



Quem for susceptível ao "cintilar" do brilho do ecrã quando está em níveis reduzidos - devido à utilização do sistema PWM - vai gostar de saber que a Huawei já lançou uma actualização na China que adiciona uma opção de DC dimming ao controlo de luminosidade.

Assim, em vez de andar a acender e apagar os pixeis a alta-frequência, é feito uma redução directa na tensão utilizada. É um sistema que é mais complexo por obrigar a afinações dinâmicas na gama de cores (pois as cores são afectadas com a tensão aplicada), mas que permitem manter o ecrã sem cintilação. Agora é só esperar que esta funcionalidade chegue aos modelos ocidentais.


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]