2020/08/14

Notícias do dia

Gravações automáticas da NOS, MEO e Vodafone vão ter 30 segundos de publicidade; Fortnite removido da App Store e Play Store após adicionar método de pagamento directo; Edge ganha notificações menos intrusivas; Apple prepara subscrições agrupadas Apple One; nas promoções temos smartwatches BlitzWolf desde €15 e suporte para dois monitores com braços penumáticos a a €45; temos ainda a análise ao Huawei MateBook D 14; e a confirmação de que os utilizadores chineses valorizam mais o WeChat que os iPhones.

Antes de passarmos às notícias do dia, não deixem de participar no passatempo gadget da semana que vos pode valer uma Redmi Band da Xiaomi.

Intel promete melhoria de 20% nos próximos CPUs "Tiger Lake"



Depois de ter sido incapaz de acompanhar a corrida da redução dos nm, chegando ao ponto de por em causa a sua produção dos seus próprios chips, a Intel contra-ataca prometendo melhorias substanciais para os seus novos CPUs. Com os saltos de desempenho a serem cada vez menores de geração para geração, a Intel diz que conseguiu fazer melhorias substanciais no seu processo de 10nm, e que com isso irá obter uma melhoria de 20% no desempenho para a próxima geração,

É uma promessa ambiciosa, mas que nesta fase não passa apenas disso. A Intel terá que demonstrar que esta melhoria é efectiva e que se faz sentir na prática. Se os 20% acabarem por ser apenas um mero detalhe técnico, conseguido em condições peculiares que acabam por não ter efeito prático no funcionamento real, corre o risco de apenas desapontar ainda mais os fãs de longa de data que ainda vai mantendo.


Instagram não apagava fotos eliminadas



Servindo para criar um (ainda) maior clima de desconfiança dos utilizadores face aos serviços online, descobriu-se que o Instagram afinal mantinha nos seus servidores fotos que tinham sido eliminadas pelos utilizadores, e que o serviço prometia remover dos seus servidores num prazo de 90 dias.

É certo que é fácil explicar a situação como sendo um erro, devido à enorme complexidade de todos os sistemas que suportam estes mega-serviços na internet. Por outro lado, não deixa de revelar uma "despreocupação" com os dados dos utilizadores, que continuam a ter que acreditar que estes serviços fazem aquilo que dizem - e ocasionalmente lá se descobrindo que afinal não o fazem.


Uber e Lyft podem deixar de operar na Califórnia



O futuro dos serviços de "biscates" da Uber e Lyft está a ser posto à prova na Califórnia, depois deste estado norte-americano ter obrigado estas empresas a classificar os motoristas como sendo funcionários e não como mão-de-obra independente sub-contratada. Uma alteração que está a lançar o pânico em ambas as empresas, que dizem que assim não serão sustentáveis e terão que encerrar as operações.

Talvez assim seja possível focarmos-nos na real questão. Independentemente de se concordar ou não com o sistema, o que realmente importa saber é se realmente este tipo de serviços é sustentável. Com a Uber a perder milhares de milhões ano após ano, tudo leva a crer que a resposta poderá ser negativa... E se assim for, é preciso fazer contas. (Se calhar ainda acabam por dar razão ao Elon Musk, de que estes serviços só se tornarão viáveis quando forem feitos por carros autónomos.)


Morreu Russell Kirsch - o inventor dos pixeis



Hoje em dia falamos de pixeis como se sempre tivessem existido, mas devemos isso a Russell Kirsch, que há mais de 60 anos, em conjunto com a sua equipa, criaram as primeiras imagens digitais usando um pequeno scanner. Um scanner que apenas captava imagens literalmente a "preto e branco" com dois níveis de intensidade, mas que depressa foi expandido para criar imagens com tons de cinzento, fazendo múltiplas leituras com diferentes afinações, e depois combinando os resultados.

Embora se tivesse reformado em 2001, Kirsch continuou a trabalhar nos pixeis, tendo no final da sua carreira dedicado-se a tentar dar o passo seguinte, transformando os nossos bem conhecidos pixeis quadrados em pixeis de formato variável, que permitiriam criar imagens mais naturais com menos número de pixeis.

Russel Kirsch morreu aos 91 anos, mas deixa um legado que nunca será esquecido.


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]