2020/10/01

Notícias do dia

Google apresenta novos Pixel 5 e 4a 5G, Chromecast e Nest Audio; Google Photos com editor de fotos renovado; suspeita de crashes devidos a condensadores nas RTX 3080 geram polémica; Xiaomi apresenta Mi 10T, Mi 10T Pro e Mi 10T Lite; jogo Phoenix 2 mostra vantagens dos App Clips no iOS 14; nas promoções temos as cadeira gaming BlitzWolf BW-GC3 e BWGC6 desde €55; e a Cloudflare lança Web Analytics para fazer frente à Google.

Antes de passarmos às notícias do dia, temos novo passatempo gadget da semana, que desta vez te pode valer um selfie-stick com anel LED para garantires as melhores imagens. Sendo início do mês, é também o momento ideal para aderirem ao nosso Clube AadM+ que te pode valer prendas exclusivas: como um smartwatch curvo Amazfit X.

Pixel 5 sem Neural Core nem desbloqueio por reconhecimento facial



A Google já revelou os novos Pixel 5 e Pixel 4a 5G, mas há diversas opções que são incompreensíveis. Para além destes modelos abandonarem o uso do radar Soli que tanto tinha sido promovido no Pixel 4 como sendo o futuro da interacção com os smartphones (e que até ao momento ainda não demonstrou utilidade prática real para além da "curiosidade"); também não incluem o Pixel Neural Core, que também tinha sido promovido como sendo indispensável para as capacidades fotográficas e que também tratava do desbloqueio por reconhecimento facial.

A Google agora diz que afinal o Snapdragon 765 tem capacidade para tratar do processamento que anteriormente era feito pelo Neural Core; mas aparentemente não é capaz de fazer o desbloqueio por reconhecimento facial - isto depois do Pixel 4 ter apostado exclusivamente nesse método, não tendo sequer sensor de impressões digitais (para não falar das câmaras e ficha de headphones). Não faria mal um pouco de coerência ao longo dos anos... Para não falar de que os três anos de actualizações continuam a ser insuficientes para smartphones nesta gama de preços.

Talvez por isso a própria Google não esteja com grandes esperanças para estes Pixel, planeando uma produção total inferior a 1 milhão de unidades.


Windows 10 nos ARM vai correr apps Win x64



Nada como um pouco de concorrência (leia-se: a Apple a ter demonstrado o seu macOS a correr apps de todo o tipo sem problemas nos seus novos Macs com chips ARM) para que a MS se apressasse a seguir os passos. Depois de muito tempo, a MS anuncia que o Windows 10 em ARM irá finalmente poder correr apps Windows x64 - sendo que até aqui se encontrava limitado a correr apps Win32 em modo de emulação.

Uma evolução indispensável caso a MS queira estar preparada para enfrentar a vaga de Macs ARM que a Apple irá lançar em 2021, e que prometem ter níveis de eficiência impossíveis de serem atingidos pelos computadores Windows com chips da Intel.



Microsoft lança novo Surface Laptop Go de 12.4"


A MS revelou um novo Surface Laptop Go, mais pequeno, com ecrã de 12.4" em vez do de 13.5" usado no Surface Laptop 3, embora se mantenha com uma resolução de 1536x1024 - opção estranha quando até o Surface Go 2 de 10.5" tinha ecrã de 1920x1280 - e CPU Intel Core i5 10th gen, embora acompanhado por apenas 4GB de RAM e 64GB no modelo base. O peso fica-se pelos 1.1 kg, tornando-o mais leve dos Surface Laptop.

O preço começa nos €649 no modelo base, sendo que a versões com 8GB+128GB passa para os €819, e a de 8GB+256GB passa para uns ainda mais excessivos €1019.





Pack de icons para iOS 14 rende mais de 100 mil dólares



Enquanto uns criticam a possibilidade de no iOS 14 se poder alterar os icons das apps (na verdade já era possível desde a chegada da app Shortcuts), dizendo que isso estraga a estética do iOS 14, e outros menosprezam essa capacidade dizendo que no Android isso já existe há anos; há pelo menos uma pessoa para quem esta capacidade foi muito bem vinda, tendo já rendido mais de 100 mil dólares em vendas do seu pack de icons.

Relembro que este processo ainda não funciona tal e qual os temas nos Android, já que cada icon passa a ser um atalho para um Shortcut, que quando carregado primeiro nos leva para a app Shortcuts da Apple e só depois avance para a app desejada. É de imaginar que a Apple poderá facilmente adicionar uma opção aos atalhos para que executem a acção sem abrir a app Shortcuts, o que já melhoraria a experiência de utilização neste caso - enquanto eventualmente implementam um modo de aplicar temas de icons de forma oficial, já que, como está visto: esse será um potencial mercado bastante lucrativo do qual poderão ir buscar os 30% de comissão.


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]