2021/01/13

Notícias do dia

WhatsApp foca-se no que não partilha com o Facebook; AMD abre venda do Threadripper Pro ao público; Google lança novos cursos online para ajudar na procura de emprego em Portugal; Panasonic mostra tecnologia de Realidade Aumentada para automóveis; Nvidia apresenta RTX 3060 mais económica; e Ubiquiti alerta utilizadores para potencial roubo de dados.

Antes de passarmos às notícias do dia, já regressamos à rotina habitual dos nossos passatempos semanais, e desta vez estamos a oferecer um kit Arduino com dezenas de acessórios.

TikTok aplica restrições às contas sub-15

O TikTok parece querer antecipar-se a potenciais problemas com a exposição de menores, e aplicou novas regras de privacidade às contas dos utilização mais novos, com idades até aos 15 anos. As contas de utilizadores dos 13 aos 15 anos passam a ser privadas (até as contas já existentes) e só permitem comentários por amigos, e mesmo que sejam alteradas para públicas, os vídeos não poderão ser descarregados ou utilizados para os Duet ou Stitch.

Os vídeos de utilizadores com 16 e 17 anos já poderão ser utilizados nesses modos, mas apenas por amigos, e o download de vídeos também estará desactivado a não ser que mudem expressamente essa permissão.

Considerando que isto afecta a maioria dos utilizadores do TikTok, que tem forte expressão nas camadas mais novas, é uma alteração que poderá ter um impacto significativo no efeito "viral" que é associado à app.


Séries antigas dominam no streaming

A Nielsen revelou o seu primeiro top de séries mais vistas via streaming, e o claro vencedor é a nostalgia. Embora existam novas séries exclusivas que tiveram bons resultados, como o Ozark da Netflix que foi visto 508 milhões de horas em 2020, esse valor é apenas metade do que foi gasto a rever séries como The Office (952 milhões de horas).

À sua frente ficam ainda séries como Grey's Anatomy com 657 milhões de horas, e Criminal Minds com 590 milhões de horas - algo que demonstra exemplarmente a importância do licenciamento e disponibilização de conteúdos mais antigos.
Também de relevo, a Netflix dominou nas séries compradas e originais, obtendo um pleno do top 10 em ambas, apenas com a intrusão do The Mandalorian da Disney+ que conseguiu ficar na 5ª posição nas séries originais. Mas nos filmes as coisas invertem-se, com a Disney+ a conseguir sete lugares no top 10, e a Netflix a ficar com os restantes três.


Google investiga bug no sistema de tracking Covid-19

A Google diz estar a investigar com toda a urgência um estranho bug que afecta o sistema de tracking de Covid-19 nos smartphones Android, e que pode fazer com que as apps que o utilizem apresentem uma notificação permanentemente encravada com a indicação de "loading..."

Os problemas começaram por ser notados nas apps usadas no Reino Unido que usam este sistema da Google (e Apple), mas entretanto também já começaram a surgir nas apps de outros países, pelo que potencialmente o bug afectará todas as apps que usem esta API - pondo em causa o seu correcto funcionamento numa altura em que se assiste à mais forte vaga de contágios Covid-19 desde o início da pandemia, com mais de 10 mil novos infectados diários em Portugal nos últimos dias, e recorde de mortes.

Actualização: o bug já foi corrigido.

Tribunal de Justiça da UE abre as portas a queixas RGPD em todos os países

O conselheiro geral do TJUE diz que as queixas de privacidade ao abrigo do RGPD não terão que ser feitas através da Irlanda, mas que poderão ser feitas pelos cidadãos europeus nos seus próprios países.

Até agora, quem quisesse fazer uma queixa RGPD contra uma empresa como o Facebook tinha que a fazer através da Comissária de Protecção de Dados da Irlanda, porque a sede Europeia do Facebook está na Irlanda; mas desta forma, abrem-se as portas para que, nalguns casos, os cidadãos possam ter a vida simplificada abrindo um processo no seu país. No entanto, há que notar que por agora se trata apenas de uma opinião, e que embora as opiniões do conselheiro do TJUE costumam servir de referência para a decisão futura, a confirmação só será dada quando um desses casos chegar aos tribunais. Neste caso em concreto, teve origem num processo na Bélgica onde a entidade de regulação da privacidade fez exigências ao Facebook que o Facebook disse que teriam que ser feitas através da Irlanda.


Curtas do dia


Resumo da madrugada


3 comentários:

  1. Ui... A Dropbox a despedir tanta gente?

    A coisa não pode estar bem por aqueles lados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Efeitos da concorrência (ondrive...) não?

      Eliminar
    2. Não tenho a menor dúvida. Google Drive, Microsoft OneDrive, Amazon AWS, etc...

      A Dropbox foi pioneira na promoção do serviço para particulares, mas os gigantes logo verificaram que era um produto necessário aos sues próprios portefólios, pelo que resolveram colocar o mesmo tipo de serviço a preços impossíveis de praticar por parte desta iniciante (em termos económicos, e tecnológicos, uma vez que tiveram de depender durante muito tempo de tecnologia de terceiros, a saber, da Amazon).

      Estou pessimista quanto ao futuro da Dropbox a longo termo.

      Eliminar

[pub]