2021/09/01

Notícias do dia

Opção FSD da Tesla escolhida por apenas 11% dos compradores; LinkedIn Stories passa à história; Apple Watch 7 atrasado por complicações na produção; Telegram com streaming sem limite de espectadores; WD anuncia discos OptiNAND com memória Flash integrada; e Coreia do Sul obriga app stores a deixarem usar pagamentos alternativos.

Antes de passarmos às notícias, temos novo passatempo gadget da semana, que desta vez te pode valer um carregador Anker Power Port PD 2. E sendo início do mês, é a altura perfeita para aderires ao Clube AadM+ com descontos e prendas exclusivas.

Apple silencia conversas sobre ordenados entre funcionários

A Apple impediu que os funcionários criassem um canal no Slack dedicado a discutirem as desigualdades salariais. Uma medida que não está a cair muito bem entre eles, nem tão pouco para ir ao encontra da imagem de transparência e igualdade que a Apple tenta fazer passar.

Os executivos justificaram a medida dizendo que os canais da empresa devem ser usados apenas para assuntos profissionais; justificação que rapidamente foi desarmada ao ser demonstrado que por lá existem canais como #fun-dogs (com mais de 5 mil funcionários), #gaming (mais de 3 il), #dad-jokes (mais de 2 mil) e, ainda há poucas semanas, foi aprovado o canal #community-foosball, dedicado aos... matrecos! Parece que tudo isso é relacionado com o trabalho, mas falar de ordenados, isso é que não.


Google prepara CPUs ARM para Chromebooks

Depois de ter seguido as pisadas da Apple com o desenvolvimento de chips próprios para os smartphones, a Google volta a fazê-lo para fora dos smartphones. Tal como a Apple expandiu o uso dos seus chips ARM para a gama Mac, também a Google irá fazer o mesmo, criando chips ARM específicos para os seus Chromebooks.

É uma evolução inevitável, possível graças à extrema versatilidade e facilidade de combinação de módulos dos chips ARM, e que sinaliza tempos cada vez mais difícies para a Intel nos próximos anos, à medida que mais e mais segmentos vão comendo fatias do espaço dos computadores desktop e portáteis "tradicionais". Se bem que, neste caso dos chips Goole para os Chromebooks, será preciso esperar até 2023 para começarmos a ver o que valem.


Google adia regresso ao trabalho presencial para 2022

Contrariando as intenções da Google de fazer os funcionários regressarem ao trabalho presencial já em Outubro, a proliferação da variante delta do coronavirus, muito mais contagiosa, fez a tecnológica norte-americana voltar a adiar o regresso aos escritórios para 10 de Janeiro do próximo ano. Um prazo que, se se mantiver, marcará o fim de um período "remoto" de quase dois anos.

Esperemos que entretanto não apareça uma qualquer outra variante que venha obrigar a nova revisão dos planos e a prolongar ainda mais o período de restrições e potenciais novos confinamentos; se bem que também se tem a vantagem de que, a cada novo mês, se vão acumulando mais dados para perceber o impacto da Covid-19 e efeito das vacinas.


Austrália dá carta branca a vigilância total pela polícia

A Austrália aprovou uma polémica lei, que dá à polícia o direito de fazer o hacking de um smartphone, recolherem ou eliminarem dados, e até apoderarem-se das contas das redes sociais dos cidadãos - tudo sem necessidade de passarem pelos tribunais ou terem qualquer aprovação por parte de um juiz.

Várias entidades alertam para o perigo de dar às forças policiais o poder de serem simultaneamente "juiz, júri e carrasco", sem a devida separação de poderes que seria esperada num país democrático; e que isto representa o fim do respeito pelos direitos humanos no território.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: A era da televisão a cores na Europa iniciou-se 1967, desde logo dando origem a sistemas concorrentes, com a maioria dos países a seguir o formato PAL, e a França, para ser diferente, a adoptar o SECAM.


1 comentário:

  1. Interessante seria ter visto a notícia da Autrália nos jornais e telejornais

    ResponderEliminar

[pub]