2019/03/13

Notícias do dia

Queda dos Boeing 737 Max 8 pode dever-se a software; Google lança Tune para esconder comentários tóxicos na net; envio de ficheiros via internet via Firefox Send já está disponível para todos; Tesla muda novamente de ideias e vai reduzir preço do Autopilot para os níveis anteriores; o teclado Gboard da Google ganha reconhecimento de voz offline via rede neuronal - mas só nos Pixel; e ainda a grave falha de segurança no sistema de votação electrónica Suiça que permitia alterar votos sem ser detectado.

Antes de passarmos às notícias do dia, relembro que já temos novo passatempo a decorrer, que te pode valer um tablet de desenho.

Discord é o IRC da nova geração



Nascido como um serviço de chat para jogadores falarem entre si enquanto jogavam, o Discord tem crescido e conquistado cada vez mais adeptos, que o utilizam como uma ferramenta fácil para conversações em grupo, tanto via voz como por mensagens escritas.

Embora visualmente seja idêntico ao também popular Slack, o Discord esconde ainda menos as semelhanças que tem com as salas de conversação do velhinho IRC, que era o ponto de encontro de muitos no século passado, no tempo em que a ligação à internet era sinónimo do chilrear de um modem e de manter a linha telefónica de casa ocupada durante horas. (E não, o AadM não tem ainda um canal no Discord, mas estamos no Slack, para quem se quiser juntar. :)


Twitter facilita acesso à câmara para promover conteúdos mais visuais


Embora seja conhecido como sendo o serviço das mensagens curtas (já não tanto, desde que expandiu o seu limite original de 140 caracteres), o Twitter quer agora promover a criação e partilha de vídeos. Para isso, bastará deslizar o ecrã para a esquerda, acedendo a um ecrã de gravação de vídeo (à direita) que permite gravar clips e adicionar uma mensagem de texto sobreposta.

Uma actualização que começará a chegar aos utilizadores nos próximos dias.




IBM usou fotos do Flickr para treinar Inteligência Artificial



Nesta era da Inteligência Artificial o que as empresas mais desejam são tantos dados quanto sejam possíveis obter, e a IBM nem hesitou em recorrer às fotos disponíveis no Flickr para treinar o seu sistema de reconhecimento facial - mesmo que essa utilização não tivesse sido sequer considerada pelos utilizadores.

Por outro lado, mesmo que neste caso a IBM tenha admitido a falha e disponibilizado uma forma para remover as fotos de quem não quiser ser incluído no sistema, importa relembrar que deverão existir muitos outros sistemas, de diversas empresas, conhecidas ou desconhecidas, que estarão neste momento a fazer o mesmo. É mais seguro assumir que, se se trata de uma foto que se enviou para a internet, então mais cedo ou mais tarde irá passar por um destes sistemas de inteligência artificial, "a bem ou a mal".


Google desiste de lançar portáteis e tablets



As esperanças de que a Google lance um novo tablet Android de referência ou portáteis Chromebook são cada vez mais reduzidas. Informação interna refere que a Google está dizer aos colaboradores que trabalhavam nos projectos de portáteis e tablets que deverão reposicionar-se noutras secções da empresa.

Assim sendo, tudo aponta para que a Google volte a depender dos seus parceiros para criarem Chromebooks e tablets - o que também poderá ser visto como uma forma de os incentivar, ao deixar de lhes fazer concorrência directa.


IMT lança site do TVDE em plataforma gratuita




Com os serviços estilo Uber a necessitarem da nova licença "TVDE" (transporte individual e remunerado de passageiros em veículos descaracterizados a partir de plataforma electrónica), não deixa de ser uma surpresa que o IMT tenha lançado isto não no seu site oficial, mas sim numa plataforma de páginas web gratuitas.

Vamos acreditar que terá sido um funcionário mais desenrascado que, para ultrapassar qualquer demora burocrática, tenha optado por esta solução para lançar o site a tempo e horas - mas mesmo assim... é uma situação que o IMT deveria rever quanto antes. Senão, o que se seguirá: começar a enviar as declarações do IRS via formulários da Google?


Curtas do dia


Resumo da madrugada

7 comentários:

  1. +200 para o Discord e -100 para o Slack.
    Enquanto que no Discord não pedem dinheiro para podermos consultar o histórico de mensagens, o Slack... Pois...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão é que para muitos dos nossos "regulares", o Slack é uma app que já utilizavam, enquanto o Discord seria "mais uma app" para fazer aquilo que já fazem no Slack...

      Eliminar
    2. Pois, foi assim que também cai na esparrela quando o pessoal da comunidade portuguesa de WordPress começou a usar o Slack.

      Que triste que foi quando tomei conhecimento que o histórico só é acessível a quem pagar (pelo menos) 6 euros por mês...

      Para o efeito, até um grupo WhatsApp é preferível.
      (ou até IRC!)

      Eliminar
  2. Usar discord e não o Riot será sempre um crime, quando o Riot é orientado à privacidade e o discord sabe lá deus

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ok, se é deus quem sabe, então é preocupante.
      Já agora, não conhecia o Riot.
      Vou investigar... Obrigado.

      Eliminar

[pub]