2020/10/27

Notícias do dia

Despedimento automático de motoristas em Portugal dá queixa contra a Uber; Apple prepara variantes do A14 para iPads e Macs; Investigadores imprimem barco 3D de 30 microns; NASA descobre água na superfície da Lua; e plataformas online pedem protecção legal para remoção de conteúdos.

Antes de passarmos às notícias de hoje, temos novo passatempo que te pode valer uns earphone BT Xiaomi Redmi Airdots 2; e está também a decorrer o passatempo 13º aniversário AadM com oferta de um Poco X3 NFC.

Austrália do Sul 100% solar pela primeira vez

No estado da Austrália do Sul atingiu-se um marco significativo, com a produção de energia solar a ter sido suficiente para garantir a totalidade da energia consumida durante mais de uma hora. Mesmo tendo sido a um domingo, não deixa de ser um sinal inspirador para o futuro.

Também de destaque, 77% da energia solar teve origem em painéis solares residenciais, e apenas 23% foi oriunda dos parques solares; com cerca de um terço das habituações a ter painéis solars instalados, e prevendo-se a instalação de painéis em mais 36 mil casas ao longo dos próximos 14 meses.

Mesmo estando no lado oposto, por cá também estou em processo de me juntar ao grupo de pessoas que irá reduzir a conta da electricidade mensal através da instalação de painéis solares. Mais desenvolvimentos em breve. :)


Tinder adapta-se aos tempos Covid-19 e lança video-chat

Com o distanciamento social, restrições nas deslocações e regras de confinamento, também as apps de encontro se têm que adaptar. E tal como muitas actividades se mudaram para serviços remotos, também o Tinder segue o exemplo e disponibiliza video-chamada para que os potenciais encontros possam ser feitos à distância.

... Só não se esqueçam que aquilo que se passa no ecrã de um smartphone pode ser gravado, e que se devem aplicar as mesmas regras de acautelamento com aquilo que por lá fizerem. Actualização: afinal parece que Portugal ainda não está contemplado no grupo de países com direito a video-chamada, embora esteja prometida a expansão a mais países para breve.


AirPower da Apple é mesmo para esquecer

Depois de vários rumores que indicavam que a Apple teria resolvido os problemas do mítico carregador wireless AirPower, chega agora nova indicação de que a Apple terá abandonado por completo o projecto e não terá planos para voltar a pensar nisso.


O AirPower passará assim a ser um dos grandes fiascos da Apple, que teve honras de apresentação num evento oficial, apenas para depois ser alvo de remoção silenciosa de todas as referências. E é pena, pois já temos outras empresas a demonstrar que seria tecnicamente possível fazê-lo. Talvez a Apple venha a comprar a Aira, que desenvolveu essa tecnologia, e assim possa por um ponto final mais positivo neste episódio.


Tesla envia 7000 Model 3 da China para a Europa

Com a Gigafactory Berlim ainda sem data prevista para iniciar a produção (e com a Tesla a ter despedido o responsável pela construção das Gigfactory sem ter dado explicações - o que nunca é bom sinal), a Tesla está a recorrer à Gigafactory da China para fornecer o mercado europeu, e já está a caminho o primeiro lote de 7 mil Model 3 da China para a Europa.

Os carros deverão chegar no final do próximo mês, e ser entregues aos clientes durante o mês de Dezembro. Quanto a mim, os europeus até poderão ficar melhor servidos com os Tesla chineses, especialmente se vierem com reforços na suspensão para aguentarem piores tratos das estradas e condutores.


Curtas do dia


Resumo da madrugada


1 comentário:

  1. E pensar que se não fossem alguns influenciadores de uma certa grande empresa a fazerem tudo para desincentivar a colocação de painéis solares por parte das pessoas, que Portugal já poderiam ter uma enorme autonomia, em especial se conseguissem associar a algum método de armazenamento de durabilidade de muito longo prazo sem a degradação habitual, que desconfio que seja apenas por vontade das empresas fabricantes de baterias para garantirem que têm trabalho para sempre... um pouco à semelhança das lâmpadas que ainda hoje em dia têm durabilidade ridiculamente baixas, quando até já saíram patentes para lâmpadas com mais de 1 milhão de horas de durabilidade há décadas (esta: https://www.centennialbulb.org já está ligada desde o ano de 1901).

    Os painéis solares em si, também parecem ser um problema, porque dificilmente alguém consegue ter grande lucro, dado que tem de fazer manutenção do sistema e mudar coisas de determinado em determinado tempo... provavelmente só compensa para quem está numa daquelas áreas em que a fornecedora de electricidade está-se a borrifar para as pessoas e os valores oscilam que parecem a montanha russa, que sofrem cortes constantes, ou onde não conseguem que metam lá electricidade da rede.

    Tinder... mas isso tem real expressão em Portugal? Não é apenas "publicidade"? Ou seja: estarem presentes lá não é quase o mesmo que não estarem em termos de probabilidades reais de encontrarem alguém por lá? E aquilo tem alguma forma de confirmar que os perfis (dados e imagens) são verdadeiros à partida? Se não, o que é que a torna especial?

    ResponderEliminar

[pub]