2021/12/15

Notícias do dia

SMS fraudulentos infiltram-se na Chave Móvel Digital; WhatsApp esconde estado "visto pela última vez" de desconhecidos; Google revela Android 12 Go Edition e volta a apostar na realidade aumentada; e ainda como usar o novo relatório de privacidade do iOS 15.2 que permite vigiar o que as apps andam a fazer.

Antes de passarmos às notícias de hoje, relembro que já está a decorrer o nosso mega-passatempo Natal 2021 - 31 dias de prendas no AadM. Participa e partilha!

Oppo apresenta Find N dobrável sem "folgas"

A Oppo já revelou o seu primeiro smartphone com ecrã dobrável, que vem competir num segmento cada vez mais concorrido e desejado. O Oppo Find N tem um design idêntico ao do popular Galaxy Z Fold, mantendo ecrãs completos tanto no exterior como no interior (5.49" e 7.1" respectivamente). A parte mais interessante é que, ao contrário do Z Fold que deixa uma folga entre as duas metades quando dobrado, este Find N fecha-se completamente, usando um engenhoso sistema que internamente dá espaço para o ecrã dobrar sem ficar vincado. Um sistema que a Oppo diz que também reduz a probabilidade do vinco ficar visível.
Curiosamente, ou por constrangimento no fornecimento de componentes, este Find N chega com um Snapdragon 888 em vez dos novos chips 8 Gen 1. Mas, não será por isso que deixa de ser muito interessante, vindo com 8 ou 12 GB de RAM, tripla câmara externa de 50 MP + 16 MP + 13 MP, duas câmaras internas (uma em cada metade, em furo no ecrã), carregamento 33W SuperVOOC e 15W AirVOOC, e tudo o mais que se pode esperar num smartphone moderno. Na China, vai ter preço a começar nuns competitivos 1070 euros.


Twitter com legendas automáticas nos vídeos

Para acompanhar os concorrentes, o Twitter adicionou finalmente a função de legendagem automáticas nos vídeos, tornando-os mais acessíveis a quem não puder, ou quiser, ouvi-los.

No entanto, e como o público é difícil de satisfazer, já começaram as críticas, nomeadamente à impossibilidade de se efectuarem correcções nas legendas. Pelo que uma legendagem incorrecta permanecerá incorrecta sem que se possa fazer nada quanto a isso. E parece-me que será inevitável que, a muito curto prazo, alguém se divirta a criar vídeos especificamente feitos para baralhar a legendagem, de modo a que se diga uma coisa no vídeo, mas as legendas apareçam com algo completamente diferente.


Homeland Security lança bug bounty "Hack DHS"

O Departamento de Homeland Security dos EUA vai lançar um programa de recompensas "Hack DHS" para quem encontrar falhas nos seus sistemas, pagando entre $500 e $5000 pelas vulnerabilidades encontradas.

Normalmente, tentar "hackar" uma entidade governamental, é o tipo de coisa a que poucos se arriscam mesmo que esteja a ser feito com as boas intenções de as informar das ditas falhas. As leis nos EUA fazem com que essa boa intenção se possa tornar num complicado caso criminal que atira o hacker bem-intencionada para a cadeia. É bom ver uma mudança de atitude nesta área.


MS aposta no Windows Terminal para o Windows 11

Apesar de em coisas como o browser a MS ter estado a dificultar o processo de usar outro browser como pré-definido no Windows 11, a nível da linha de comandos parece estar a ter uma posição oposta - mas facilmente explicada pelo facto de continuar a propor um produto seu. No Windows 11 a MS vai adoptar o Windows Terminal como terminal de linha de comandos, em vez do Windows Console Host que servia de base ao tradicional Command Prompt e PowerShell.

É algo que continuará distante da maioria dos utilizadores (que preferem nunca ter que enfrentar esse mundo dos "comandos escritos à mão"), mas que revela mais uma tentativa da MS ir cativando cada vez mais os power users que tradicionalmente se mantinham no Linux, e que poderão começar a achar cada vez mais confortável algumas das semelhanças que estes novos Windows vão oferecendo.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: A Oppo iniciou actividade na China em 2004. Nos últimos anos tornou-se no maior fabricante chinês de smartphones, tendo também feito uma forte expansão nos países ocidentais onde ficou com caminho livre depois da Huawei ter sido bloqueada pelos EUA.

1 comentário:

  1. "Apesar de em coisas como o browser a MS ter estado a dificultar o processo de usar outro browser como pré-definido no Windows 11, a nível da linha de comandos parece estar a ter uma posição oposta - mas facilmente explicada pelo facto de continuar a propor um produto seu. No Windows 11 a MS vai adoptar o Windows Terminal como terminal de linha de comandos, em vez do Windows Console Host que servia de base ao tradicional Command Prompt e PowerShell."

    Se é para falar em futurologia, a Microsoft, nas devbuilds já facilitou altearação de browser pré-definido.

    ResponderEliminar

[pub]