2017/09/11

Notícias do dia

O iPhone "8" vai ser o iPhone X; a Xiaomi já revelou o novo Mi Mix 2 (que custará metade de um iPhone); vimos uma curiosa loja que vende produtos em troca de informação privada; o apetecível Xiaomi Mi A1 só vem com 4 apps "extra"; a Tesla desbloqueou baterias dos Model S e X para facilitar evacuações na Flórida; China também vai proibir venda de carros com combustíveis fósseis; e o Kodei abre guerra contra trolls das marcas registadas.

Antes de passarmos às notícias do dia, referência para o Raspberry Pi 3 a €29 e que é o último dia para participarem no passatempo que vos pode valer um exemplar dos livro C# 7.0 com Visual Studio da FCA que temos para oferecer.

Xiaomi apresenta o Note 3


O destaque das apresentações da Xiaomi foram para o novo Mi Mix 2, mas para além desse e do novo portátil Mi Notebook Pro tivemos também direito a um novo smartphone: o Mi Note 3.

O Mi Note 3 é essencialmente a versão phablet do Mi 6, com um ecrã Full HD de 5.5 em vez de 5.15"" que vem dar resposta aos fãs dos modelos maiores e partilhando grande parte das características do topo de gama da Xiaomi... mas não todas: o CPU é "apenas" um Snapdragon 660 em vez de um 835. De resto, temos 6GB de RAM, 64/128GB, câmara traseira dupla de 12MP com estabilização óptica e lentes wide/zoom 2X, câmara frontal de 16MP, USB Type-C, IR, bateria de 3500mAh, ficando-se por uma espessura de 7.6mm e peso de 163g.

Os preços começam nos 320 euros para a versão de 6GB+64GB e 370 euros para a de 6GB+128GB.


Intel abandona WiGig



Nascido numa época em que se queria mais e mais velocidade wireless, o WiGig prometia velocidades de até 8Gbps em comunicações de curta distância (até 10 metros). Infelizmente, parece tornar-se mais um caso de uma tecnologia que surgiu demasiado cedo, tendo falhado em conquistar fabricantes interessados em apostar nela - levando ao inesperado anúncio da Intel de que irá acabar com a sua linha de produtos WiGig.

No entanto, é de esperar que a tecnologia em si sobreviva; a Intel diz que continuará a explorar a aplicação do WiGig para óculos VR, onde permitirá criar óculos que se libertem dos cabos que os ligam aos computadores.


China exige identificação real dos utilizadores do Weibo até sexta-feira



A China tem feito tudo o que pode para manter a internet e os seus cidadão sob controlo no seu território, e para além das "great firewall of China" que impede o acesso a muitos serviços internacionais e a proibição de utilização de VPNs como forma de a contornar, insiste também que todos os utilizadores nas redes sociais estejam associados às suas identidades reais.

No caso do Weibo - um serviço ao estilo do Twitter - o ultimato é que essa identificação esteja feita até sexta-feira, dia 15 de Setembro.

Embora não concorde com isto, não deixa de ser curioso pensar em como muitos dos comentários que vemos em sites de internet poderiam alterar-se se não tivessem a protecção do anonimato... :)


Xiaomi Mi A1 com Android One a €176



O Xiaomi Mi A1 com Android One é o smartphone Android mais cobiçado do momento, e vai-se tornando ainda mais apelativo graças às fortes promoções que têm ocorrido e que o colocam a um preço cada vez mais reduzido.

Quem ainda não tiver cedido à tentação de o comprar a 189 euros, poderá poupar ainda mais alguns euros recorrendo ao código de desconto XMA1GJ para o comprar por 176 euros - mas que só se aplica ao Mi A1 na cor dourada.


Nota: E já que estamos a falar de promoções a Xiaomi Mi TV Box 4K está a 56 euros na loja portuguesa.


Curtas do dia


Resumo da madrugada






Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]