2022/08/12

Notícias do dia

Pixel 6a pode funcionar a 90 Hz; Amazon prepara série de vídeos cómicos captados pelas Ring; impressoras Epson param de imprimir quando acham que já trabalharam demais; e browser integrado do Instagram e Facebook faz tracking abusivo dos utilizadores em iOS.

Antes de passarmos às notícias, já temos novo passatempo semanal, que desta vez te pode valer um powerbank Ockred de 10000 mAh.

Nothing Phone (1) tem quase metade do brilho anunciado

Os curiosos glyphs luminosos do Nothing Phone (1) não são o único elemento que está a dar que falar; o smartphone tem afinal o brilho do ecrã limitado a um valor muito inferior do que era anunciado.

A Nothing tinha indicado que o Phone (1) vinha com um ecrã capaz de atingir um brilho de 1200 nits, mas agora esclarece que, embora o ecrã seja tecnicamente capaz de atingir essa luminosidade, na verdade está limitado a 700 nits, por motivos de consumo de energia e temperatura. Aliás, o brilho máximo que os utilizadores podem seleccionar é de 500 nits, com os 700 nits a só serem atingidos em função do ajuste automático em função da luminosidade ambiente.


Telegram queixa-se das demoras na App Store

Pavel Durov, CEO do Telegram, volta a tecer duras críticas à Apple, acusando-a de estar a empatar o lançamento de actualizações da popular app.

Durov diz que a próxima actualização, que irá "revolucionar a forma como as pessoas se exprimem" (e que alguns dizem ser apenas mais uma ronda de emojis ou emoticons), tem estado em processo de análise da App Store há duas semanas, sem qualquer informação sobre o que se passa, nem indicação de quando irá ser disponibilizada. Esta não é a primeira vez que o Telegram se queixa da forma como a Apple empata o processo de acesso à App Store, e da taxa Apple nas comissões, questões que diz que espera serem resolvidas pelas novas exigências da UE.

Actualização: Ridiculamente, tinha mesmo a ver com os emoji!


Samsung espera que dobráveis superem smartphones não dobráveis até 2025

Tendo acabado de lançar os novos Galaxy Z Fold4 e Flip4, a Samsung revela as suas grandes ambições neste segmento, dizendo que espera que esta gama supere os modelos Galaxy S até 2025.

Depois das primeiras gerações que ainda revelavam fragilidades difíceis de aceitar em modelos que custam entre 1000 e 2000 euros, a cada novo ano vamos tendo acesso a modelos que aprendem com os erros do passado e começam a dar maior confiança a nível de resistência numa utilização despreocupada no dia a dia. No entanto, há ainda a "pequena" questão do preço, que continua a deixar estes modelos dobráveis fora do alcance da maioria dos utilizadores. Veremos se a estratégia da Samsung até 2025 continua a ser a insistência nos dobráveis topo de gama, ou se até lá planeia expandir estes ecrãs a modelos mais acessíveis que, seguramente, teriam bastantes interessados. Isto, antes que sejam outras marcas a fazê-lo.


Fã da Tesla procura criança para demonstrar segurança do FSD


Para responder a uma campanha viral que acusava o Autopilot da Tesla de atropelar crianças (quando na realidade nem sequer estava activado), um fã da Tesla responde com outra campanha viral que procura voluntários com crianças para demonstrar que o carro para.
Apesar de ter sido propositadamente feito de modo a gerar polémica, a ideia é fazer o teste assegurando todas as medidas de segurança necessárias. Aliás, refere que o adulto e criança nem sequer terão que se colocar à frente do carro, bastando estar no passeio a caminhar em direcção à estrada, para que o Tesla dê imediatamente o alerta de perigo.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: O primeiro sistema de cruise control adaptativo com radar foi o Distronic da Mercedes, lançado em 1999 nos Mercedes Classe S e CL. Com este sistema o carro pode ajustar a velocidade e manter a distância de segurança para o veículo da frente.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]