2018/05/17

Notícias do dia

Ilusão auditiva Yanny vs Laurel é o novo fenómeno na net; OnePlus já apresentou o OnePlus 6 com preço a começar nos €519; YouTube Red desaparece para dar lugar a YouTube Premium e Music; o Xbox Adaptive Controller dá salto gigante na acessibilidade dos jogos; vimos a bracelete Makibes HR3 por €15; e a Waymo cria manual sobre como lidar com carros autónomos em caso de acidente.

Antes de passarmos às notícias do dia, relembro que já arrancou o passatempo do gadget da semana, onde poderás ganhar uma bracelete Elephone Band 5; e também está a decorrer um fundo de gadgets do OnePlus 6.

YouTube passa a exibir informação da música nos vídeos




Passeie-se um pouco pelo YouTube e será inevitável ver que em grande parte dos vídeos, os primeiros comentários que surgem são: "que música é essa?" Para ajudar nessa questão (e também por interesse próprio) o YouTube vai começar a ter uma secção dedicada onde mostra a informação sobre as músicas que forem usadas nos vídeos, criada de forma automática pelo seu sistema de identificação de conteúdos.

Embora seja útil, a medida não é completamente altruísta, pois a Google aproveita esta informação sobre as músicas para promover a adesão ao seu serviço YouTube Red, que permitiria ouvir a música sem publicidade (sim, o YouTube Red que está prestes a ser substituído pelo Premium e Music Premium).


Alexa ganha 8 vozes gratuitas para os skills



Se acham que se pode tornar um pouco chato falar com um(a) assistente digital que responde sempre na mesma voz, a Amazon dá uma ajuda. Os developers passam a ter à disposição 8 vozes gratuitas que podem usar nos seus skills - por intermédio do sistema de síntese de voz Amazon Polly.

Este sistema de síntese de voz permite gerar voz mais natural, e dispensa a necessidade de usar frases pré-gravadas em MP3. Infelizmente, embora o sistema suporte vozes em diferentes idiomas (até em português... do Brasil) por agora estas capacidades vocais expandidas da Alexa irão estar limitadas ao inglês dos EUA.


Composto banido há décadas continua a destruir a camada de Ozono



O composto CFC-11, prejudicial à camada de Ozono, foi banido há cerca de 30 anos, mas inexplicavelmente, não só continua a destruir a camada do Ozono como tem sido detectado em quantidades crescentes, sem que ainda tenha sido possível identificar a sua origem.

Mesmo considerando o facto deste químico se poder manter na atmosfera durante 50 anos, e a sua potencial libertação em produtos que já tivessem produzidos, o aumento verificado faz os cientistas suspeitarem que de facto haja algum país que ainda o está a produzir em grande volume - e, pelo que dizem, sem qualquer necessidade... pois já foram desenvolvidas alternativas eficientes e económicas...


Mobileye recebe encomenda de 8 milhões de sistemas para fabricante automóvel europeu



A Mobileye, empresa especializada em sistemas para condução autónoma agora pertencente à Intel, e cujos sistemas eram usados pela Tesla - que entretanto passou a desenvolver os seus próprios sistemas - obteve uma encomenda de 8 milhões de sistemas feita por um fabricante europeu.

Embora não tenha sido revelado qual o fabricante, é a prova de que todos estão a levar bem a sério esta questão dos automóveis autónomos... embora ainda vá demorar um pouco. Esta encomenda é referente aos sistemas da próxima geração da Mobileye equipados com o futuro chip EyeQ5, que apenas começará a ser fornecido em 2021.


Promoções do dia


Curtas do dia


Resumo da madrugada

1 comentário:

  1. O mais certo é os frigoríficos, arcas, ar condicionados e outros equipamentos que usavam esse gás estarem a avariar (porque chegou ao seu fim de vida natural) e estarem a entrar no circuito da sucata sem o devido processo de reciclagem.

    ResponderEliminar

[pub]