2020/05/04

Notícias do dia

Xiaomi acusada de espiar utilizadores dos seus smartphones; Pocophone F2 deverá custar mais de €600 em Portugal; Waze ganha indicação de vias de circulação; Canon deixa usar as suas câmaras como webcam; Mi Band 4 já funciona com Apple Health; Intel revela CPUs Comet Lake 10th gen para desktops; Fairphone 3 com Android /e/ OS livre da Google; Kodak lança maior puzzle do mundo com 51300 peças; os Live wallpapers planetários do MIUI 12 já estão disponíveis para todos; ICANN rejeita venda dos domínios .org; uso de máscaras Covid-19 faz Apple mudar desbloqueio Face ID dos iPhones; Tesla Model 3 baixa para os 34 mil euros na China; como funcionavam as cassetes do ZX Spectrum; Internet Archive está a perpetuar desinformação eliminada da web; e empresas aproveitam tele-trabalho para maior controlo dos funcionários.

Antes de passarmos às notícias de hoje, relembro que temos novo passatempo gadget da semana, que desta vez te dá oportunidade de ganhares um mini-tripé selfie stick BlitzWolf.

Portugal cai no ranking da velocidade de internet



Embora não se possa considerar que os 109.99 Mbps de velocidade média obtidos por Portugal nos testes do Speedtest sejam maus, esse valor continua a perder posições na tabela, deixando-o agora perto de sair do top 25 de países no que diz respeito às velocidades de internet fica - sendo que nas velocidades mobile estamos na 43ª posição, e também em queda.

Mesmo tendo em conta o impacto do Covid-19 nas velocidades de internet, em que Portugal não foi dos mais afectados (registou-se um abrandamento de cerca de 10%), Portugal continua bastante próximo de muitos países que também têm velocidades na ordem dos 90-110 Mbps, mas distante do líder da tabela, Singapura com 197 Mbps. Na segunda posição temos Hong Kong com 169 Mbps, e na terceira posição a Roménia 151 Mbps.

Na rede móvel ficamos pelos 35 Mbps, longe dos mais de 80 Mbps de velocidade média obtidos nos Emirados Árabes Unidos e Coreia do Sul.


Preços dos iPhone 12 Pro não deverão sofrer agravamento com o 5G



Gerando talvez algum alívio (sem esquecer que se trata de um rumor) face à escalada de preços nos smartphones a que se tem assistido nos últimos anos, surgem indicações de que a Apple deverá manter o patamar de preços dos seus próximos iPhone 12 Pro nos $999 e $1099 para o modelo Pro e Pro Max respectivamente.

Não menos interessante é que para os iPhone 12 não-Pro os preços poderão sofrer uma redução, passando a situar-se nos $649 e $749 para os modelos de 5.4" e 6.1". E todos eles contando com ecrã OLED com notch que deverá ser mais reduzido que o actual, o mais recente CPU A14, e 5G. No entanto, os 12 Pro contarão com câmara tripla mais LIDAR enquanto que os normais se ficarão por uma câmara dupla.


HiSilicon da Huawei supera Qualcomm na China



Apesar da campanha anti-Huawei que tem sido liderada pelos EUA, a Huawei continua a contar com o apoio no seu país natal, sendo que pela primeira vez viu a sua HiSilicon a superar a Qualcomm na venda de processadores na China. Ou pelo menos, assim o diz a empresa chinesa de análise de mercado CINNO Research.

Segundo esta empresa, a HiSilicon terá conseguido um aumento substancial na quota de mercado no primeiro trimestre, passando dos 36.5% de 2019 para 43.9% em 2020, ficando à frente da Qualcomm, que em sentido oposto caiu dos 37.8% para os 32.8%. Uma inversão que se poderá dever em parte devido ao apoio dado pelos chineses à Huawei como forma de retaliação contra o bloqueio dos EUA, que faz com que a marca seja penalizada a nível global com coisas como não poder vender smartphones com as apps e serviços da Google.


RTP lança RTP Palco dedicado aos espectáculos



Numa altura em que o confinamento causado pelo Covid-19 colocou em pausa praticamente todas as actividades artísticas, culturais e recreativas, a RTP avança com a criação do espaço RTP Palco.

Tudo o que acontece em palco está agora também na RTP Palco, uma vasta oferta onde poderemos ver e conhecer as mais diversas áreas de artes performativas, com especial destaque para teatro, ópera, dança, novo circo, entrevistas, documentários e bastidores de espetáculos. Na vertente da música, este projeto engloba diversos géneros, que vão desde fado, jazz, música portuguesa, world music, pop e música clássica. Mas queremos também divulgar as artes performativas e mostrar novos talentos num palco que é de todos e para todos.

São centenas de horas e conteúdos do arquivo da RTP, mas também de produção própria, conteúdos disponibilizados pelos vários canais e antenas da RTP e produções realizadas em parceria ou cedidas pelos principais agentes culturais do nosso país, onde se encontram entidades como a Casa da Música, o Centro Cultural de Belém, a Fundação Calouste Gulbenkian, a Orquestra Metropolitana de Lisboa, a OPART, o Teatro Viriato, entre outras.


Curtas do dia


Resumo da madrugada





1 comentário:

  1. Curiosamente em relação à saída de portugal do top25 de velocidade internética reparei que a minha velocidade contratada meo de 200/100 passou para 220/120 #nocomplaints :)

    ResponderEliminar

[pub]