2020/09/14

Notícias do dia

O Pixels Camp 4.0 foi cancelado; alfândega dos EUA apreende OnePlus Buds a pensar que eram AirPods falsificados; a confirmação de que a Nvidia vai comprar a ARM por 40 mil milhões de dólares; TikTok selecciona Oracle para "parceiro" ocidental; cientistas tiram primeiras fotos com câmara de 3200 Megapixeis destinada a um telescópio; Xbox Series X e S com Dolby Vision e Atmos; bug nos postos Supercharger da Tesla deixaram carregar outros automóveis; Lucid Air já é oficial e chega ao mercado na versão mais cara; e estamos no último dia para poder aderir ao Disney+ por €59.99 em vez de €69.99.

Já temos livro FCA escolhido para este mês, por isso não deixem de participar no passatempo que vos pode valer exemplares do livro "Desenvolvimento avançado para a Web".

Europa prepara interligação das apps Covid-19 de vários países



Infelizmente comprovando que a dita "unidade europeia" é algo que parece ser difícil de se tornar realidade em termos práticos, só agora chega a intenção de alguns países criarem um sistema que permita às apps de contact tracing do Covid-19 falarem com as apps de outros países.

Por agora o sistema irá fazer a interligação das apps usadas na República Checa, Dinamarca, Alemanha, Irlanda, Itália e Latvia; tendo sido desenvolvido pela SAP e Deutsche Telekom alemãs. Independentemente da eficácia de tais apps, será no mínimo indispensável deixar a pergunta: porque é que a UE não avançou para uma app conjunta, com código aberto e total transparência, para todos os países membros, que evitasse esta manta de retalhos que agora está a ser criada - ou a dependência no sistema da Apple e Google (que acaba por ser indispensável usar de qualquer forma, já que todas as demais apps terão funcionamento bastante limitado devido às restrições impostas pelo iOS e Android).


Quick Settings do Android 11 só deixa ver duas linhas de icons



A Google já nos habituou a ter (muito) cuidado com as alterações que são feitas, e no Android 11 isso volta a fazer-se sentir. Embora tenha muitas novidades bem-vindas, algumas das opções feitas no painel quick settings estão a gerar bastantes críticas. Isto porque, agora, o painel quick settings passa a apresentar apenas duas linhas de icons, mesmo quando expandido, para reservar espaço para o novo controlo de media player.

A crítica é que, mesmo quando não se está a usar o media player, o espaço fica desocupado; não só não apresentando mais icons dos que se tem no modo condensado numa só linha, como nem sequer permitindo ver as notificações que pudessem existir. Enfim, mantém-se a tendência de desperdiçar espaço que a Google tanto tem adoptado em praticamente todas as remodelações de interface dos seus serviços.


Samsung vai produzir os Snapdragon 875 da Qualcomm



A próxima geração dos chips topo de gama da Qualcomm, os Snapdragon 875 irá ser produzida pela Samsung e não pela TSMC. A Samsung Semiconductor Company reforça assim a sua posição enquanto líder na produção de chips, e amealha uma encomenda que representará entre 850 e 1000 milhões de dólares.

A Qualcomm deverá revelar o Snapdragon 875 em Dezembro, com os primeiros smartphones equipados com ele a chegarem ao mercado lá para Março, provavelmente com estreia nos próximos modelos topo de gama da Xiaomi e Oppo .


Evento da Apple sem iPhones?



É já amanhã que se realiza o evento anunciado pela Apple, mas entre as referências à Realidade Aumentada e outras suposições, continua a grande dúvida sobre se o evento se irá dedicar unicamente aos novos Apple Watch e iPads, ou se incluirá também os novos iPhones 12. A um dia do mesmo, continua a haver quem assegure que a Apple não irá apresentar os iPhones 12 neste evento, fazendo-o noutro evento a realizar mais tarde.

Se assim for, a Apple irá seguramente dar destaque às capacidades de monitorização acrescida dos novos Apple Watch, que incluirão coisas como o nível de oxigénio no sangue para além do ECG estreado no modelo anterior; e que nesta altura de crescente preocupação com novo aumento de casos do Covid-19, será algo que poderá servir de incentivo para que muitas pessoas se sintam mais tentadas a comprar um.


Curtas do dia


Resumo da madrugada




3 comentários:

  1. Por que é que a UE não avançou para uma app conjunta? Porque não foi capaz. Quando a Alemanha se desentendeu com a França e adotou a solução da Google e da Apple percebeu-se o caminho que as coisas iam levar.

    Seria de código aberto? Provavelmente não, em especial a parte dos servidores.

    A API da Google e Apple de "Notificação de Exposição" evitou a manta de retalhos. Grande parte dos países europeus, com exceção da França, desenvolveram ou estão a desenvolver a sua app com base na API da Google e da Apple. Por essas apps terem uma base comum é que poderão "falar" umas com as outras.
    Já se fala há um certo tempo deste projeto liderado pela Alemanha. Como será com a França, que desenvolveu a sua app numa base diferente, não faço ideia.

    ResponderEliminar
  2. Só mais três linhas (sem Covid ...)
    A Nvidia comprou a Arm, em tempos inglesa, à Softbank (a terceira maior empresa japonesa a seguir à Toyota e Mitsubishi).
    A Nvidia tem sede nos EUA.
    Não sei porquê fiquei com a sensação de que a Europa ficou sem nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está aí uma curiosa apreciação do "estado da arte".

      Eliminar

[pub]