2022/09/05

Notícias do dia

Instagram com multa de €405M de RGPD na Irlanda; Cloudflare bloqueia Kiwifarms mas não se livra das críticas; Digital Wellbeing vai detectar tosse e ressonar durante o sono; imagem criada por AI vence vence concurso de arte; hackers congestionam táxis Yandex em Moscovo; smartphones topo de gama mais caros e com mais compradores; produção solar em Portugal duplicou nos últimos 2 anos.

Antes de passarmos às notícias, já temos novo passatempo semanal, que desta vez te pode valer um módulo de tomada TP-Link Tapo P100.

Plataforma da DGS expôs dados privados dos portugueses

Uma falha na plataforma SINAVE (Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica) da Direção Geral da Saúde, permitia que um atacante pudesse, com facilidade recolher dados pessoais dos cidadãos, incluindo o nome completo, morada, número de telefone, NIF e data de nascimento.

A falha foi detectada em Março, por um programador que estava a explorar integrações com os serviços de um cliente, e foi prontamente corrigida em poucos dias depois de ter sido comunicada. No entanto, é de imaginar que a falha estivesse presente desde a criação da plataforma, faltando determinar se terá havido algum ataque para roubar estes dados em larga escala. É algo que convinha ser analisado e divulgado, tendo em conta que este tipo de dados são de alto risco para casos de roubo de identidade.


Amazon atrasa avaliações do Rings of Power

A estreia da nova série The Rings of Power no Prime Video, que acompanha acontecimentos passados centenas de anos antes da trilogia do The Lord of the Rings, foi acompanhada de uma medida preventiva da Amazon. Parecendo que o lançamento da série seria alvo de uma campanha de avaliações negativas, a Amazon optou por adiar a publicação das avaliações, de modo a que a série não ficasse sujeita a uma pontuação reduzida logo desde o primeiro dia.

Este tipo de campanhas de "review-bombing" tem-se tornado cada vez mais frequente, e tem levado à criação de sistemas que tentam evitar a fácil publicação de avaliações injustas ou até impossíveis (como permitir a votação em conteúdos que nem sequer foram vistos). Por outro lado, abre alguns precedentes que podem facilmente descambar para a censura. E se, em próximos lançamentos, as empresas produtoras decidirem que só permitem a publicação das avaliações positivas durante as primeiras semanas?


Navios falsificam localização GPS

Parece estar a ficar insustentável a falsificação da localização dos navios. Só no último ano foram detectados mais de 500 casos de embarcações que falsificaram a sua posição GPS, para indicarem estar num local quando, na realidade, podiam estar a milhares de quilómetros. Uma prática que se tem tornado cada vez mais comum, e que possibilita todo o tipo de actividades, como a pesca ilegal em zonas protegidas, ou transportes para países sob sanções que escapam ao controlo das autoridades.

Desde 2015 que todas as embarcações de grandes dimensões são obrigadas a ter um transponder que comunica a sua localização, mas isso apenas serviu para fomentar a criação de sistemas que possibilitam o envio da localização falsa - ao estilo das batotas que são usadas em jogos como o Pokemon Go, que permitem que os utilizadores iludam o jogo e aparentem estar em qualquer local que desejem, sem saírem de casa.


China restringe recolha de dados por automóveis

Parecendo estar à frente das preocupações que por cá já referimos por diversas vezes, a China vai exigir licenças especiais para os fabricantes automóveis poderem recolher dados dos seus veículo.

Os carros mais modernos vêm equipados com dezenas de câmaras, sensores LIDAR, e toda uma panóplia de dispositivos que os torna em verdadeiros automóveis-espião se assim se desejasse. Não é ficção que uma agência governamental exigisse o acesso às câmaras de um automóvel estacionado num local de interesse, para vigiar a área de forma completemente indetectável - um receio que já fez a China proibir a entrada de Teslas em bases limitares, e também na região onde ia haver um evento com os políticos de alto nível.

Será inevitável que por cá isto também aconteça; esperemos que não seja necessário nenhum caso mediático de espionagem por este método vir a público, para só depois se dizer que tal medida é necessária.


Curtas do dia


Resumo da madrugada






Curiosidade do dia: A primeira sonda a passar por Saturno foi a Pioneer 11, que se aproximou do planeta em Setembro de 1979. As visitas seguintes foram feitas pelas Voyager 1 e Voyager 2, em 1980 e 1981.


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]