2019/10/07

Notícias do dia

Tesla vai deixar escolher som de buzina e rodagem; Europa quer electrodomésticos mais fáceis de reparar; Vodafone testa rede OpenRAN para se livrar da Huawei, Ericsson e Nokia; Apple lança programa de reparação para iPhones 6S que não ligam; Tesla Model 3 sem condutor mandado parar pela polícia; Kit Movimento Maker by Mauser já disponível; empresa de seguros de vida
dá Apple Watch 5 por $25 (aos segurados que se mexerem); mecanismo "quebra-gelo" da Tesla parte dedo a criança; Porsche mostra como é feito o Taycan; EUA, Reino Unido e Austrália querem espiar conversas encriptadas do Facebook.

Antes de passarmos às notícias do dia, não te esqueças que está quase a terminar o passatempo para livros Big Data da FCA, e que amanhã chega novo "gadget da semana".

Spotify ganha Siri e app para Apple TV



Demorou, mas a app do Spotify para iOS ganha finalmente integração com a Siri, fazendo com que o serviço de streaming de música se torna tão fácil de utilizar via voz quanto o Apple Music. A partir de agora é possível fazer pedidos como "Hey Siri, play U2 on Spotify" para se ouvir as bandas ou músicas favoritas (embora continue por resolver a questão de reconhecer artistas com nomes "estrangeiros", quer se tenha a Siri em inglês ou em brasileiro).

[Spotify no iPad]

E para que a estreia não seja única, a app conta agora com interface remodelado para tirar melhor partido do espaço do ecrã nos iPads, e também vem acompanhada pela primeira app do Spotify para a Apple TV.


Chrome vai começar a bloquear conteúdo inseguro em páginas seguras



A Google prepara-se para dar mais um passo no caminho de tornar o HTTPS na ligação "natural" da web, passando a bloquear o carregamento de conteúdos não-HTTPS em páginas HTTPS - o chamado "mixed content".

O processo será feito de forma faseada: no Chrome 79 (Dezembro) começará a ser bloqueado, mas com a opção dos utilizadores permitem carregar esses conteúdos (ao estilo de continuarem a permitir a execução de Flash); no Chrome 80 os conteúdos não seguros (vídeo e áudio) tentarão ser carregados via HTTPS, sendo bloqueados se isso falhar; no caso das imagens, poderão ser carregadas sem HTTPS mas apresentando um alerta de site inseguro na omnibox; e posteriormente no Chrome 81 também as imagens serão alvo de tentativa de carregamento via HTTPS, sendo bloqueadas em caso contrário.


Criador do ransomware HildaCrypt revela chaves de encriptação



O criador do ransomware HidaCrypt publicou as chaves de encriptação para permitir a recuperação de ficheiros que eventualmente venham a ser bloqueados por este ransomware. O HildaCrypt foi apenas criado "por brincadeira" e para fins educacionais do developer, e nunca teve por objectivo ser usado para fins maliciosos.

No entanto, ele próprio reconhece que será bastante fácil o seu trabalho ser utilizado por outras pessoas para efeitos de ransomware real, e por isso decidiu revelar as chaves. Isto permitiu criar um descodificador para o HildaCrypt, mas obviamente que se tornará inútil caso alguém decida criar uma variante com chaves diferentes.


Califórnia quer ilegalizar deepfakes



É cada vez mais fácil criar vídeos realistas onde se manipula o rosto ou movimentos de uma pessoa, ou até se transplanta a sua cabeça para um vídeo completamente diferente - os chamados deepfakes - e a Califórnia quer travar esse fenómeno.

Para isso quer aprovar leis que proíbam a publicação de vídeos manipulados de candidatos a 60 dias de uma eleição (se for a 61 dias, já está tudo bem, imagino); e também de permitir que os californianos possam processar quem usar o seu rosto em vídeos pornográficos deepfake (imagino que seja apenas para clarificar a questão, pois parece-me que isso já seria possível antes).

No fundo, acaba por ser mais uma daquela situações em que as "boas intenções" da lei terão pouco ou nenhum impacto real...




Curtas do dia


Resumo da madrugada




Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]