2019/07/08

Notícias do dia

Stranger Things 3 em 4K já circula em versão pirata na net; Xiaomi Mi CC9 pode ser ser o Mi A3 fora da China; Aqara lança hub M2 com Homekit e ZigBee 3.0; Huawei promete HongmengOS mais rápido que o Android; as TVs de 65" já são as mais populares nos EUA; User Inyerface mostra o pior web design que se pode fazer; app falsa de updates Samsung chegou a 10 milhões de utilizadores; Boeing 737 Max enfrenta novo problema - agora no piloto automático; Tesla Model 3 bate recorde e percorre 2781 km em 24 horas; e ainda o caricato caso da Mozilla na lista dos "vilões da internet" da Associação de ISPs britânicos por promover a utilização do DNS sobre HTTPS que dificulta a censura.

Antes de passarmos às notícias do dia não te esqueças que temos exemplares do livro Introdução à Blockchain da FCA para oferecer esta semana.

British Airways leva multa de £183 milhões por conta do RGPD



A British Airways arrisca-se a ser uma das primeiras empresas a levar uma multa "a doer" por conta do RGPD, por ter deixado escapar informação sobre 500 mil clientes, incluindo nomes, moradas, cartões de pagamentos, e reservas de bilhetes. A multa de 183.39 milhões de libras (cerca de 204 milhões de euros) corresponde a 1.5% das receitas anuais da empresa, e pretende sinalizar que a privacidade dos dados dos utilizadores é mesmo para levar a sério.

A multa contrasta com a que foi aplicada o ano passado ao Facebook, de apenas 500 mil libras, mas a parte importante é que poderá tornar-se num verdadeiro (e dispendioso) incentivo para que as empresas comecem a dar a devida atenção à segurança dos seus sistemas e, particularmente, aos dados que lhes são confiados pelos seus clientes e utilizadores. É tempo de se tratar os dados dessas pessoas como sendo "ouro", em vez de serem apenas meros bytes sem qualquer responsabilização no caso de serem expostos ou roubados.


AMD lança Ryzen 3700X e 3900X



A AMD parece ter finalmente acertado na receita, e os seus mais recentes Ryzen 3700x e 3900x voltam a demonstrar que a Intel tem motivos para se preocupar. A AMD conseguiu o feito de superar - mesmo que marginalmente - o desempenho por clock dos CPUs da Intel; sendo que de momento a Intel apenas fica à frente nalguns CPU devido às suas velocidades mais elevadas. Mas, a todos os níveis, de desempenho e consumo, a AMD tem CPUs que voltam a tornar-se nos mais apetecíveis, relembrando os tempos áureos dos Athlon.

E ainda falta chegar ao mercado o Ryzen 9 3950X, com 16c/32t, e que promete arrasar toda a concorrência, incrivelmente mantendo um TDP de 105W.


AMD lança Radeon RX 5700 XT e RX 5700




Não é só a Intel que se tem que preocupar com a AMD. As novas Radeon RX 5700 e 5700 XT mostram que também a Nvidia tem que estar atenta - e está, como demonstra o lançamento apressado das novas RTX Super que na prática vieram proporcionar o desempenho da gama mais acima pelo preço do gama mais abaixo. Um ajuste que se revela essencial para conseguirem fazer face à relação preço/desempenho proporcionada por estas RX 5700.

A AMD parece estar a conquistar vitórias tanto nos CPUs como GPUs, o que é excelente para o mercado, significando que tanto a Intel como a Nvidia terão que acelerar o passo para se manterem competitivas, em vez de se acomodarem à sua posição de "líderes" que agora fica em risco.


Uber Eats abre portas a restaurantes com serviço de entrega próprio



A partir de hoje, o Uber Eats passa a permitir a adesão de restaurantes que já tenham o seu próprio serviço de entregas. Anteriormente, o Uber Eats estava apenas disponível para restaurantes através dos parceiros de entrega Uber Eats disponíveis na app.

Com esta alteração, que fica disponível em 150 cidades de 6 países europeus (Portugal, Espanha, Bélgica, França, Itália e Polónia) a Uber Eats ganha 120 mil novos restaurantes que têm as suas próprias equipas de entregas. No caso do serviço do restaurante não ser capaz de dar resposta, a entrega poderá ser feita através do Uber Eats "normal".


Apple testa login na iCloud com Face ID e Touch ID



Nos mais recentes iOS 13 beta e Catalina, a Apple está a testar um novo processo de login no site iCloud que recorre ao Face ID e Touch ID para o efeito. Tradicionalmente o processo seria feito através do keychain que mantém as passwords no sistema, mas este sistema - idêntico ao que é utilizado na autenticação para instalação de apps - revela-se bastante mais prático para os utilizadores.

Resta saber até que ponto é que esta alteração estará relacionada com o novo sistema de "Sign in with Apple", que tem levantado alguma polémica por: 1) estar a ser forçado aos developers; 2) não aderir aos sistemas standard de autenticação segura já existentes.


Curtas do dia


Resumo da madrugada




Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]