2021/01/18

Notícias do dia

Facebook adia partilha de informação do WhatsApp por 3 meses; Apple prepara Touch ID no ecrã para os iPhones; Trump bloqueia fornecedores da Huawei; Bug no Windows 10 pode corromper o disco ao ver um icon; Tesla lança inversor para painéis solares; Apple Watch pode detectar Covid-19 uma semana antes de surgirem sintomas; apenas 39% dos Portugueses que descarregaram app Stayaway Covid continuam a utilizá-la; novo modelo de carta de condução já disponível; Apple prolonga Apple TV+ gratuita até Julho; e documentos falsificados tentam gerar desconfiança na vacina Covid-19.

Antes de passarmos às notícias do dia, já regressamos à rotina habitual dos nossos passatempos semanais, e desta vez estamos a oferecer um kit Arduino com dezenas de acessórios.

BMW e Audi encerram programas de subscrição de carros

Parece que o mercado ainda não está preparado para os programas de subscrição de carros, com a BMW e Audi a encerrarem os programas piloto que tinham nos EUA, depois da Mercedes e Ford já terem feito o mesmo em 2020. O serviço de subcrição de carros dá acesso a uma gama de carros à escolha, com nível correspondente ao da modalidade paga, e permitindo que os clientes troquem para outro carro a cada mês.

A ideia pode parecer interessante em teoria, mas na prática parece não resultar assim tão bem, com os clientes a queixarem-se da "chatice" que é trocarem os objectos pessoais de um carro para o outro a cada mês, para além de terem que ir ao concessionário efectuar a troca - e o preço elevado do serviço também não ajudará certamente. Talvez seja coisa que só venha a fazer sentido quando tivermos carros autónomos, em que o carro pode ir embora e outro carro apareça automaticamente à nossa porta.


Honor já não aparece na loja online da Huawei

Continuando o afastamento iniciado com a venda da Honor a um consórcio chinês para distanciar a marca da Huawei - que continua a ser penalizada pelos EUA - os produtos da Honor já foram removidos da loja online Vmall da Huawei na China.

Resta saber se tudo isto não será um esforço inglório, pois todas estas manobras se poderão tornar completamente irrelevantes com um simples adicionar da Honor à mesma lista negra onde os EUA têm colocado dezenas de empresas chinesas, e que recentemente passou até a incluir a Xiaomi. Se bem que, com a mudança do chefe de estado nos EUA, será necessário ver que posição Biden irá ter face a todas restrições aplicadas por Trump, e que se revela um problema político: se se apressar a levantar as restrições poderá ser acusado de estar ao serviço da China; se as mantiver, será acusado de estar a penalizar os fornecedores norte-americanos que perdem milhares de milhões de dólares por ano em encomendas.


Galaxy S21 facilita troca de ecrã - mas não da bateria

Já se começaram a abrir (literalmente) os novos Galaxy S21, que internamente não mostram grandes diferenças face à geração anterior, mas há pelo menos um aspecto que foi melhorado. Nos Galaxy S21 é muito mais simples trocar o ecrã, graças a um cabo de ligação amovível. No entanto, outras operações revelam-se bastante mais complicadas. Trocar a bateria, uma operação que também deveria ser facilitada, torna-se complicado devido à opção da Samsung de colar a bateria; e o mesmo acontece com a câmara frontal, que também é colada.



Estudante usa AI para gerar comentários a proposta de lei que eram indistinguíveis dos reais

Fazendo antecipar as dificuldades que se avizinham, um estudante usou o GPT-2 da OpenAI para gerar comentários numa consulta pública a uma proposta de alteração de lei nos EUA; com o elemento em destaque a ser o facto de uma equipa de voluntários se ter revelado incapaz de distinguir os comentários feitos por pessoas reais dos comentários gerados por este sistema de inteligência artificial.

Actualmente já temos que lidar com exércitos de bots que povoam as redes sociais e tentam manipular os mais diversos assuntos. Com a evolução dos sistemas de inteligência artificial, estes bots passarão a ser bastante mais convincentes e potencialmente indiferenciáveis de pessoas reais, complicando exponencialmente o trabalho de os detectar. Se a maioria das pessoas poderá já estar sensibilizada quanto a não poder acreditar em tudo o que vê ou lê na internet, nos próximos anos terá que se mentalizar que nem mesmo as pessoas com quem está a dialogar poderão ser reais.


Curtas do dia


Resumo da madrugada





Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]