2018/06/18

Notícias do dia

Vimos Portugal visto do espaço (e como receber imagens dos satélites meteorológicos); o Internet Intelligence Map da Oracle mostra problemas na internet em tempo real; Apple não quer funcionários (sempre) sentados no Apple Park; a NASA reduziu propositadamente qualidade das fotos lunares de 1967; o Rebble quer prolongar a vida dos Pebble; o Facebook consegue abrir olhos nas fotos com olhos fechados; o iPhone 3GS regressa às lojas na Coreia do Sul; e ainda o desolador panorama do USB-C actualmente.

Antes de passarmos às notícias de hoje, é o último dia para participares no passatempo para o gadget da semana, que te pode valer um carregador USB de isqueiro Roidmi 3S da Xiaomi com BT e emissor FM. E ainda um agradecimento especial à Goove que é o nosso apoiante da semana e está a oferecer 10% de desconto aos nossos leitores.

Alibaba está a modernizar as lojas tradicionais na China



Se por cá o comércio local ainda procura forma de sobreviver às grandes superfícies e lojas online, na China as pequenas lojas tradicionais estão já a abraçar o futuro. O gigante chinês Alibaba tem modernizado as lojas locais, transformando-os em pontos de venda da sua loja online Tmall.

A ideia é que a anterior ameaça "online" passe a ser um aliado das lojas tradicionais, com a Alibaba a aplicar a mais moderna tecnologia nestas lojas (incluindo sistemas de pagamento com os smartphones, etc.) em condições aparentemente vantajosas para os comerciantes, que apenas têm que aderir a certas condições, como um volume mínimo de compras a cada mês, mas sem terem que pagar comissão sobre a sua facturação.

No último ano a Alibaba diz já ter procedido à modernização de 1 milhão(!) de lojas - o que dá uma média simpática de 2739 lojas por dia - e parece-me que será um sinal de alerta para que no ocidente também o comércio local se adapte aos tempos modernos. (E nem os armazéns escapam, como demonstra o mais recente armazém da JD.com, que despacha 200 mil encomendas por dia... com apenas 4 funcionários!)


Huawei vende 6 milhões de P20 em 10 semanas



O preço elevado do Huawei P20 Pro não parece estar a ser problema para a Huawei, que revelou já ter despachado 6 milhões de smartphones P20 e P20 Pro nas primeiras 10 semanas de comercialização.

Este é actualmente um dos melhores smartphones no mercado, com uma câmara imbatível, autonomia impressionante, e que mesmo sendo caro, é daqueles que nos deixa com a sensação de que estamos a ter direito a coisas que justificam o seu valor - e o mercado parece estar a comprová-lo. Resta no entanto esperar que a Huawei não veja isto como um "cheque em branco" para nos trazer smartphones cada vez mais caros - afinal, os rumores até indicam que a Apple se prepara para reduzir os preços nos próximos iPhones.


O tracking de imagem no ARKit 2


As capacidades do ARKit da Apple têm surpreendido desde o início, e com o novo ARKit 2 que chegará com o iOS 12 poderemos ver apps de realidade aumentada ainda mais impressionantes. Uma das novidades é fazer o tracking de objectos com base em imagens, o que possibilita fazer coisas como a que se segue, trocando uma imagem estática na caixa de um produto por uma versão animada.




Volvo cria sistema de "estacionamento automático" para iates


Os automóveis há muito que contam com sistemas de assistência ao estacionamento, com muitos deles a já poderem estacionar sozinhos; e agora a Volvo decidiu aplicar o mesmo conceito aos iates. Tal como nos veículos terrestres, basta seleccionar o espaço onde se quer atracar, e o sistema trata de tudo, compensando todas as variáveis (como o vento) que por vezes podem complicar a vida aos marinheiros menos experientes.




Wikipedia apela ao apoio dos gigantes tecnológicos



Numa altura em que a proliferação das "fake news" tem exigido esforço redobrado para as detectar e combater, a Wikipedia tem sido um dos pilares fundamentais que serve de referência para manter os factos correctos em múltiplas plataformas: Google, YouTube, Facebook, etc.

Infelizmente, é um daqueles casos em que estas plataformas tiram partido deste conhecimento disponível gratuitamente, mas que bem poderiam / deveriam fazer muito mais para apoiar este projecto e garantir que o mesmo poderá continuar a funcionar e a crescer.


Amazon anuncia fim do serviço Mayday



Após cinco anos em funcionamento, a Amazon prepara-se para encerrar o seu muito gabado serviço de assistência remota Mayday. Num mundo onde muitas vezes é praticamente impossível chegar a "alguma pessoa" quando é necessário qualquer tipo de assistência, a Amazon dava o exemplo com este serviço que disponibilizava uma videochamada para um assistente, que podia resolver problemas nos tablets Fire controlando-o remotamente.

A justificação oficial é a de que neste momento a Amazon já não vende os tablets Fire que disponibilizavam esta funcionalidade; dizendo que nos mais modernos os clientes continuarão a poder desfrutar do serviço de assistência 24 horas por dia, mas através dos métodos convencionais (telefone, email, chat), e que os assistentes continuarão a poder controlar remotamente os tablets se os clientes derem essa permissão.


Curtas do dia


Resumo da madrugada




Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]